O que é esperado de cada fase do desenvolvimento do bebê

No primeiro ano de vida do bebê, é muito comum que os pais (avós, tios, madrinhas) fiquem ansiosos sobre o que seria “normal” para a idade, oscilando entre a devoção ao bebê e seus feitos, e a ansiedade que surge na comparação com outros bebês.

Mas, afinal, o que é esperado de cada fase?

O vídeo “Apurando o Olhar para a Vigilância do Desenvolvimento Infantil“, iniciativa da Coordenação-Geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde (CGSCAM/DAPES/SAS/MS) e produzido em parceria com o BID e Alana, apresenta recomendações para a Vigilância do Desenvolvimento na faixa etária de 0 a 36 meses, baseada nos componentes anamnese, exame físico e vigilância dos marcos do desenvolvimento, ilustrando um marco para cada área do desenvolvimento: interação social, motora grossa, motora fina e linguagem.

Para cuidar da criança, educar e promover sua saúde e seu desenvolvimento integral, é importante a parceria entre os pais, a comunidade e os profissionais de saúde, de assistência social e de educação.

É importante estimular desde cedo o desenvolvimento da criança para que ela adquira autoconfiança, autoestima e desenvolva capacidade de relacionar-se bem com outras crianças, com a família e com a comunidade.

Desse modo, terá maior possibilidade de tornar-se um adulto bem adaptado socialmente.

As crianças aprendem aquilo que vivem

Vigiar o desenvolvimento da criança nos primeiros anos de vida é de fundamental importância, pois é nesta etapa da vida extrauterina que o tecido nervoso mais cresce e amadurece, estando, portanto, mais sujeito aos agravos. Devido a sua grande plasticidade, é também nesta época que a criança melhor responde aos estímulos que recebe do meio ambiente e às intervenções, quando necessárias.

O mundo em pequenas doses: as fases de desenvolvimento do bebê

Os Marcos do Desenvolvimento a serem alcançados por faixa etária e o instrumento de classificação e conduta para o desenvolvimento integral da criança estão disponíveis na Caderneta de Saúde da Criança.

Toda criança nascida em maternidades pública ou privada no Brasil tem direito a receber gratuitamente a Caderneta de Saúde da Criança que deve ser devidamente preenchida e orientada pelo profissional por ocasião da alta hospitalar. A Caderneta é um documento importante para acompanhar a saúde, crescimento e desenvolvimento da criança do nascimento até os 9 anos de idade.

A primeira parte da caderneta é mais direcionada a família/quem cuida da criança. Contém informações e orientações sobre saúde, direitos da criança e dos pais, registro de nascimento, amamentação e alimentação saudável, vacinação, crescimento e desenvolvimento, sinais de perigo de doenças graves, prevenção de violências e acidentes, entre outros.

A segunda parte da Caderneta é destinada aos profissionais de saúde, com espaço para registro de informações importantes relacionadas à saúde da criança. Contém, também, os gráficos de crescimento, instrumentos de vigilância do desenvolvimento e tabelas para registro de vacinas aplicadas. 

Você quer/precisa saber mais do assunto? 

Indico dois livros muito práticos com o qual temos presenteado amigas com bebês nos últimos tempos: Boas-vindas, Bebê, da Dra. Ana Escobar.

O primeiro volume é dedicado aos três primeiros meses de vida do bebê e aborda questões que aparecem logo depois do parto, como o papel dos pediatras, os exames e vacinas e os primeiros dias do recém-nascido em casa. O diferencial é que o livro conta com um capítulo inteiro dedicado exclusivamente à amamentação, com informações essenciais para um aleitamento tranquilo, além de respostas para as dúvidas mais comuns que as mães costumam ter nessa fase.

O segundo volume da série foca em um período de intenso desenvolvimento na vida das crianças, dos 3 meses aos 2 anos. Assim como no primeiro livro, a Dra. Ana Escobar se baseou nas dúvidas mais frequentes dos pais. No livro, há um capítulo exclusivo sobre alimentação, que aborda questões como qual o melhor momento de introduzir sucos e papinhas na rotina alimentar dos pequenos.

 

Tem dúvidas de outras idades? Faça uma busca no blog, temos muitos assuntos sobre mães com filhos!

 

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *