Biscoitos de Natal para as crianças fazerem e darem de presente

Projeto da tarde: fazer biscoitos com a pequena! Ela está empolgadíssima depois que fez uns para os padrinhos, com receita da escola (uma receita maravilhosa que leva apenas 1 lata de leite condensado, 500g de maisena e 200g de manteiga) e agora quer fazer para presentear todo mundo!

Usando formas de cortar biscoitos e EVA, fizemos uns presentinhos para os padrinhos e cartões para os avós.

Na semana passada, até o irmão #aos18 entrou na brincadeira com #aos5. E eu achei cartões que Enzo e Giorgio faziam quando eram pequenos…

Quer fazer algo também e por aí as crianças conseguem fazer algo mais elaborado?

Aproveite a receita da Dani (@cozinhatravessa):

AMANTEIGADOS

▶INGREDIENTES: 300 gramas de manteiga sem sal em temperatura ambiente, 3 xícaras de chá de farinha de trigo, 1/2 xícara de açúcar, 1 colher de sopa de essência de baunilha.

▶COBERTURA: 2 xícaras de chá de açúcar de confeiteiro, 3 colheres de sopa de leite, suco de 1 limão (peneirado), granulado tipo miçanga (opcional).

▶ PREPARO: Coloque a farinha numa tigela e faça uma depressão no centro. Coloque a manteiga e misture tudo com uma colher. Depois coloque o açúcar e trabalhe a massa com as mãos até desgrudar. Acrescente a essência de baunilha e misture mais. Abra a massa com um rolo numa superfície untada e deixe na espessura de 1 cm, depois corte os biscoitos da forma que desejar. Eu usei cortadores de estrela e árvore de natal. Coloque numa assadeira e leve ao forno preaquecido por uns 30 minutos. Retire e deixe esfriar. Para a cobertura misture o leite ao açúcar aos poucos até formar um creme espesso, depois acrescente o suco do limão e misture mais. Para aplicar nos biscoitos fiz uma cone com papel manteiga e apliquei nos biscoitos já frios, depois foi só jogar o granulado por cima e esperar a cobertura endurecer.

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *