Benefícios da alimentação saudável, dicas da Rita Lobo

No mês de outubro, o Sesc SP realizou o Experimenta! Comida, Saúde e Cultura. Durante todo o mês, ocorreram diversas palestras, oficinas e cursos sobre alimentação, além de um cardápio especial nas comedorias da entidade com alimentos regionais. Queria ter participado de toda programação, mas pude participar apenas da palestra da Chef Rita Lobo – quem me conhece sabe o quanto gosto do trabalho dela! Essa não perdi mesmo!!!

 

A palestra aconteceu no dia 20/10, com o tema: Cozinhar Vai Mudar a sua Vida, no Sesc Vila Mariana e foi uma conversa sobre as vantagens de colocar a mão na massa para beneficiar a saúde, o bolso e as relações sociais e ainda teve sessão de fotos e carimbo autógrafo! Toda equipe muito simpática, a própria Rita pegou Heitor no colo, ajeitou o banco para ele ficar alto e fez questão de ficar junto com ele na foto! – eu achei muito delicado da parte dela, só aumentou a amizade!

Quem acompanha a Rita, sabe que o grande propósito dela é que todos cozinhem, porque cozinhar a própria comida é indispensável para ter uma alimentação saudável, para a economia doméstica e ainda para que a hora da refeição seja hora da família reunida na mesa.

A Chef Rita compartilhou sua experiência com a cozinha, e, por incrível que pareça, ela só aprendeu a cozinhar após os 18 anos, num curso de culinária porque não sabia sequer fritar um ovo. Para ela foi libertador aprender a preparar a própria comida! Virou missão ensinar isso às outras pessoas, principalmente àqueles que acham que nunca terão condições de cozinhar.

Merece destaque a explicação sobre os 4 grupos de alimentos quanto ao processamento, que e eu resumi para vocês. 

Comida de verdade:

1) alimentos in natura: é o alimento produzido pela natureza, a fruta, o legume, a verdura, etc… cada alimento tem uma composição alimentar única, quanto maior a variedade mais nutrientes;

2) alimentos minimamente processados: são ingredientes que passaram pelo mínimo processamento, por exemplo, arroz, café, farinha…, porém, depois do processo continuam sendo os mesmos produtos.  

3) alimentos processados: nestes, a base é de comida de verdade mas a fábrica adicionou sal, vinagre, açúcar. Exemplo: O Abacaxi é um alimento in natura, já o abacaxi em calda é processado; o suco de abacaxi em pó é ultraprocessado porque não tem nenhum nutriente do abacaxi de verdade.

4) alimento ultraprocessado: é uma formulação industrial com base nutricional pobre e imita o alimento in natura. Esse tipo de alimento desregula nossa relação com a comida de verdade.

A chef ressaltou que desde que dominamos o fogo comemos em grupo, entretanto, o consumo dos ultraprocessados a qualquer hora está destruindo as relações em grupo e corrompendo as normas de boa alimentação.

Cozinhar não é uma atividade glamourosa porque era considerada atividade para mulher, mãe, escrava, empregada.. e as pessoas acabaram saindo da cozinha. A proposta da Rita é de utilizar a cozinha como ferramenta para alimentação saudável, mas não como antigamente, só com a mulher,  a idéia é de que todos na casa tem que ser responsáveis pela alimentação. Cozinhar significa planejar o cardápio, ir às compras, cozinhar e cozinhar a mais para não cozinhar do zero todo dia, não é tarefa de dona de casa, é tarefa da casa!

Aqui em casa estamos caminhando no processo de todos participarem da cozinha. Eu admito que sou meio “dona da cozinha” rs… a maior dificuldade é me tirar do controle, mas estou ensinando os meninos o processo todo, eles participam efetivamente da parte de planejamento e compras, já opinam no cardápio, sabem escolher muitos produtos na feira e no mercado e acho isso importante porque tem muito adulto que não conhecem muitos vegetais in natura. Durante os preparos eles ficam comigo e participam. Gosto muito de cozinhar com eles e sei do bem que isto faz desde agora. O marido ajuda nas compras e também aparece na cozinha de vez em quando e inventa umas coisas… a comida está evoluindo mas a diversão é garantida!

 

Para quem gosta de cozinhar e quer conhecer as receitas da chef e para quem não cozinha e quer aprender, vou deixar aqui o link do site da Rita: https://www.panelinha.com.br/ , também o canal do YouTube, nestes links é possível ver todas as receitas, vídeos, acessar os livros, enfim, basta acessar e aproveitar!

 

A Sam escreveu sobre comida de verdade e superindustrializada no A Vida Quer.

The following two tabs change content below.

Cibele Bilancieri

Sou cristã, tenho 37, sou guarulhense e atualmente vivo na Moóca. Casada com Guilherme, mãe do Heitor #aos 4 e Henrique #1ano. Sou feliz por poder cuidar pessoalmente dos meus filhos.

Latest posts by Cibele Bilancieri (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *