Por favor, vençam a ideia competitiva de saltar etapas, destacar feitos e forçar formal das suas crianças e adolescentes

É esse tipo de coisa que as pessoas pensam quando se fala numa criança com Altas Habilidades, ou, no popular, superdotação:

⬇️

Estudante de 14 anos consegue liminar na justiça para cursar ensino superior.

⬆️

A verdade é que, mais do que “saltar etapas” na educação, o “superdotado” precisa de suporte da tal “vila” (do ditado “é preciso uma *vila* para criar uma criançada) para poder se formar como um ser humano adulto pleno.

Por favor, vençam a ideia competitiva de saltar etapas, destacar feitos e forçar formal das suas crianças e adolescentes. Ame-os. Acolha-os. Aceitem cada um como naturalmente é.

Se houver necessidade de um “salto”, você terá muito mais condições de perceber e apoiar.

P.S. Falo por experiência própria: meu primogênito teve o diagnóstico com 6 anos. A equipe multidisciplinar que nos atendeu diagnosticou também que, apesar da “inteligência bem acima da médica”, o desenvolvimento físico e psicológico dele era compatível à idade cronológica. Observem isso antes de “matar a infância” dos seus superdotados!

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *