Dicas para montar um terrário de suculentas

Quer fazer uma coisa bem legalzinha com as crianças neste final de semana?

Minha dica é montar um terrário de suculentas.

Eu gosto das plantas, mas raramente me acerto. Em Curitiba elas sofriam com o frio e umidade, aqui no meu apartamento de São Paulo não consegui fazer vingar porque (juro!) tem sol demais até para elas!

Mas não desisto, sempre olho de novo, penso bem, estou pronta para tentar.

As crianças gostam das suculentas, pois são fortes, resistem aos “carinhos” e se multiplicam quando uma ou outra folha cai!

Os terrários são uma ótima opção  para dar um toque especial na decoração de qualquer ambiente, além de serem ideais para quem gosta de plantas mas não tem muito espaço ou tempo disponível.

Ah, antes de mais nada, deixa eu reforçar:

Todo cacto é uma suculenta, mas nem toda suculenta é um cacto. Os cactos representam o Novo Mundo, enquanto as suculentas vêm de regiões como África do Sul e Madagascar.

Minha experiência como mãe mostra que cactos podem ter espinhos que machucam, suculentas raramente machucam.

🙂

Trago dicas de um local que minha família frequenta em Curitiba, a Esalflores, com um passo a passo de como montar um terrário de suculentas em casa.

  • O processo de montagem é simples e exige um recipiente de vidro com ao menos uma face translucida, areia de rio sem sal, granilha de cores diversas, casca de árvore, terra vegetal, pedras decorativas e mudas energizadas, além de um borrifador de água e uma colher ou pá pequena.

  • O primeiro passo é colocar uma camada de granilha para a drenagem, podendo misturar as cores para decorar, em seguida deve-se colocar uma camada de areia de rio para firmar a granilha e garantir a areação das raízes, depois disso é o momento de adicionar a terra ou substrato para receber as suculentas, espalhando-os em pequenos montes e pressionando para formar uma camada inclinada ou irregular.

  • Finalizada a montagem da camada, é hora de plantar as mudas de suculentas. O ideal é abrir um buraco do tamanho da raiz da muda com o auxílio de uma colher ou pá pequena, posicionando as raízes com cuidado.

  • O acabamento pode ser feito com a casca de árvore, pedras decorativas ou outros materiais de preferência. Para finalizar deve-se usar o borrifador para retirar o material que ficou grudado nas mudas e umedecer a terra. Com o terrário pronto, basta escolher um local iluminado e regar semanalmente com um borrifador diretamente na terra.

Quer saber mais? Aqui tem link para download gratuito do E-book “Introdução ao Terrário de Suculentas”. O material, didático e instrutivo, aborda a tipologia das suculentas e as principais informações e cuidados com relação a locais ideais e frequência das regas. Além disso, apresenta um passo a passo de todo o processo de enraizamento e montagem de um terrário de suculentas caseiro. As orientações são ilustradas e detalham todos os utensílios necessários para a composição do terrário, além de dicas de como deixá-lo mais bonito e diversas recomendações de manutenção.

Ah, Sam, eu já tenho suculentas, mas elas não estão bonitas!

O problema pode ser a quantidade de água!

Típicos de local desértico, com sol forte e onde as chuvas são mal distribuídas ao longo do ano, cactos e suculentas ainda deixam muita gente confusa sobre como regar corretamente. A jardineira Carol Costa mostra o que acontece quando essas plantas gordinhas são aguadas de forma errada, como molhá-las em vaso com furo, em cachepô e até mesmo num arranjo misto, junto de plantas de umidade. Carol traz ainda um truque certeiro pra saber quando regar de novo, uma técnica que serve para todo tipo de planta e vai quebrar o galho na jardinagem.

Ah, do vídeo: eu não tenho um pulverizador. Mas achei o vídeo legal e cheio de dicas, por isso está aí!

 

 

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *