As crianças não nos ouvem, elas nos imitam

Um estudo realizado pelo Murdoch Children’s Research Institute revelou que quando o pai lê para a criança, o desenvolvimento da linguagem é maior.

Ao todo, 450 famílias formadas por pai e mãe foram avaliadas e foi perceptível a melhor evolução na fala de crianças. Nos núcleos em que o pai contava historinhas quando as crianças tinham dois anos foi notado uma evolução melhor da fala assim que os pequenos completavam quatro anos.

Ok, Sam, aqui em casa a gente lê muito para os filhos.

Que bom!

O diferencial do estudo australiano é quebrar o estereótipo de que só a mulher deve ler para os filhos ao provar que quando o pai também lê, as chances da criança desenvolver a linguagem aumentam.

Um ponto bem legal dos resultados: a evolução não tem relação com classe social, profissão ou nível educacional do pai.

Um dos autores da pesquisa, Dr. Jon Quach explica que o estudo preenche um vão sobre o papel dos pais na progressão da fala da criança.

“A leitura materna ajuda na alfabetização, mas as contribuições paternas nunca foram muito pontuais.As descobertas também reforçam a importância de ler para crianças desde cedo, por todos os adultos presentes na vida dela”.

Quer saber mais? Você pode ler (em inglês) sobre o estudo aqui.

E, por garantia, continue lendo com e para as crianças!

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *