Dia dos Pais – todos somos criativos

Meu pai não teve oportunidade de estudar, parou no que hoje seria o 5º ano, mas foi um autodidata e líder nato, capaz de aprender com cada experiência. Foi humilde para pedir que o ensinassem quando não sabia algo, era comum pedir para que minha mãe revisasse suas cartas, textos e o ensinasse assuntos diversos como etiqueta em mesa. Foi um devorador de livros e, junto com minha mãe, um excelente educador.

Um detalhe importante sobre ele, tinha um desapego pelo lado material bem fora da curva. Tão desapegado que agradecia um presente comprado, mas desligado, o esquecia ou passava logo para quem ele achava precisar mais. No entanto, depois que faleceu, ainda encontrei diversos bilhetes escritos pelos filhos, desenhos, artes de presentes de dia dos pais realizadas na escola. Valorizava muito as brincadeiras e nossos momentos juntos.

(Este post precisava de uma foto dele)

Meus pais colocaram educação no topo de suas prioridades. Para uma pessoa que hoje teria 92 anos, foi um educador bem fora da caixa. Ele não se preocupava apenas em viabilizar uma boa escola e oportunidades de aprendizado, ele a aplicava no dia-a-dia. Enquanto minha mãe se preocupava em nos apresentar cultura, nos levando sempre que possível para assistir peças de teatro, balé, dança, exposições em museus, ele fazia no dia-adia de forma bem natural, aproveitando diálogos e questionamentos que surgiam.

Se estávamos assistindo tv com ele, e criticava uma determinada propaganda, ele logo perguntava: – Como você faria então? Como poderia ser melhor? E não era uma pergunta para apenas cortar a crítica, era para nos motivar a pensar, refletir e principalmente, criar! A conversa evoluia, existia troca de informações e criação.

O lado criativo dos meus pais e este posicionamento refletiu nos três filhos: eu estudei design gráfico e amo criações manuais diversas, minha irmã hoje cria bolos e doces decorados belíssimos e meu irmão escreve textos lindos e criativos.

Quando recebi a sugestão de atividade da RN-7 Comunicação, lembrei não apenas deste posicionamento deles, mas da experiência da minha irmã. Foi a última a desabrochar o lado criativo. Nunca foi de desenhar ou pintar. O foco da atenção sobre criatividade acabou com o tempo sendo voltado a mim. No entanto, quando minha irmã, já adulta, fez seu primeiro curso de modelagem em pasta americana, já apresentou criações que deixaram todos surpresos. Deixo abaixo uma de suas criações.

Todos podemos criar, das formas mais diferentes! Deixo aqui a sugestão recebida de atividades de Design Thinking no dia dos pais, nada tem mais valor do que ter momentos e experiências juntos neste dia. Uma atividade/experiência para pais e filhos que acreditam ser criativos, ou não.

Abaixo estão 3 atividades inspiradas no design para estimular a criatividade das crianças (e pais):

1. No Design Thinking é muito importante entender profundamente o problema, antes de criar soluções. Por isso, a primeira atividade sugerida é que os pais pesquisem profundamente, junto com os filhos, um tema que os dois não conheçam. O importante é estudar bastante sobre o tema. O diálogo sobre informações encontradas é uma delícia!

2. É no coletivo, na união de diferentes pontos de vista, que moram as grandes ideias. Já algumas pessoas preferem botar a mão na massa de primeira. A ideia dessa atividade é exercitar os dois lados. A ideia é fazer uma “pintura colaborativa” com os filhos, estabelecendo algumas regras para que todos tenham tempo e espaço de contribuir.

3. Por último, está a experimentação. A atividade então é reproduzir fisicamente o desenho que fizeram, usando as 3 dimensões. A ideia dessas atividades é mostrar que com foco e um pouco de diversão, é possível exercitar a criatividade e aprender coisas novas.

E o que é design thinking? Uma abordagem que mostra como utilizar o conhecimento coletivo e a criatividade para encontrar soluções.

E deixo aqui o meu Feliz Dia dos Pais para os pais dedicados, os amorosos, os que fazem o seu melhor, os que procuram melhorar sempre, pais educadores das mais criativas e carinhosas formas!

The following two tabs change content below.

Anamaria Mendes

Anamaria Mendes, 44 anos, mãe do Lucas, #aos10. Profissional multipotencial. Criativa por natureza, formada em design gráfico, pós-graduada em marketing, ama as duas áreas com a mesma intensidade. Apaixonada também pelos temas maternidade e educação. Adora conhecer e interagir com pessoas diferentes e aprender com cada contato. Está sempre criando novas formas de conciliar maternidade e vida profissional. Colaboradora do canal de YouTube FunToysBrinquedos, criado por seu filho e hoje produzido em família para motivar o brincar. Compartilha um pouco disto tudo no Instagram e Twitter @MaeMaluquinha.

Latest posts by Anamaria Mendes (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *