Dá para ficar mais inteligente indo para a academia

No começo deste semestre letivo, eu e meu esposo fomos a uma academia da vizinhança para pesquisar planos para nossos filhos adolescentes fazerem atividades regulares depois das aulas. Foi bem curioso, pois o rapaz da recepção ficou tão surpreso porque eram pais procurando a academia para os filhos e não o contrário que quase fez uma festinha para nós (risos).

A verdade é que pouca gente relaciona uma vida saudável, um bom desempenho intelectual e atividade física regular.

Mas estudos comprovaram há muito tempo que a combinação da atividade física com a rotina diária potencializa a atividade cerebral.

Quem explica no vídeo é o professor Antonio Herbert Lancha Jr., da Escola de Educação Física e Esporte – USP e autror do livro O fim das dietas, direto de um congresso do Colégio Americano de Medicina do Esporte, nos EUA.

Conheci o professor num evento sobre hidratação na prática esportiva que tive a honra de apresentar e desde então o sigo, pois aprendo muito com ele.

Hoje é dia de pensar nos benefícios da hidratação na prática de exercícios físicos #vivapositivamente

Ele explica que, com o passar do tempo, e após um esquecimento ou outro, muita gente começa a notar que a cabeça não anda mais a mesma. Pois saiba que a atividade física(principalmente a aeróbica) é uma excelente alida para evitar falhas na memória.

“Podemos dizer até que dá para ficar mais inteligente indo para a academia, já que o resultado do corpo em movimento é o aumento do foco e da concentração por mais horas”.

StockSnap / Pixabay

Como assim, Sam?

Segundo o educador físico Altino Andrade, “isso acontece devido a quantidade de substâncias – incluindo neurotransmissores como serotonina e hormônios – que afetam o bem estar emocional. Esta química (natural) na quantidade certa determina o nível de concentração, memória e até produtividade no dia a dia dos praticantes assiduos de atividade física”, diz.

Ele reforça:

“Qualquer tipo de exercício faz bem para o sistema nervoso, mas as atividades aeróbicas como correr, caminhar ou andar de bicicleta são mais eficientes no aumento do fluxo de sangue para o cérebro e na produção das substâncias químicas que regulam o sistema neurotransmissor. Os estímulos fazem com que os neurônios aumentam a capacidade de conexões e ainda que os outros novos nasçam – em especial, os neurônios que surgem especialmente no hipocampo: área responsável pela aprendizagem e memória”.

Mas, alto lá! Não precisar sair por aí virando ultramaratonista. Cerca de trinta minutos de caminhada feita três vezes por semana já provoca esse impacto positivo – e o melhor: logo no primeiro mês. “Atenção ainda para a principal diferença básica entre o remédio e o veneno: a dose. Os treinos devem ser orientados, assistidos e sem exageros”, finaliza o especialista.

5 dicas simples para não sabotar nem os treinos e nem a saúde:

1-   Tempo

Não precisa dedicar mais do que 45 minutos do dia para treinar. Neste período, já é possível acelerar o metabolismo, ter perda calórica e manter os níveis de condicionamento estáveis. Com a vida corrida, se uma pessoa precisar dedicar mais do que isso na academia, pode acabar não cumprindo as metas diárias.

2-   Frequência

Três vezes na semana já surtem efeitos no corpo e na mente de quem pratica atividade física. Se imaginarmos que uma semana tem 168 horas, treinar 2 horas e 15 minutos por semana, ainda sobram mais 165 horas para fazer o que mais precisar e bem entender nos outros dias.

3-   Tipo

Não adianta, o treino precisa agradar. Escolher a atividade que mais combina com o estilo de vida é o que vai ajudar a incorporar na rotina. Assim, também é mais fácil sentir os hormônios o prazer que são liberados durante a atividade.

4-   Suba na balança

Não dá para encarar uma atividade física todos os dias se não estiver acompanhando o resultado. Uma boa avaliação física juntamente com um profissional da área de Educação Física é um fator muito importante para acompanhar os resultados, outro aspecto importante para acompanhar os resultados para quem não quer fazer uma avaliação, é através da percepção nas medidas das roupas, escolha uma roupa que você deseja usar novamente e que está apertada e coloque como objetivo, voltar a usá-la, além disso, os objetivos só serão alcançados se a motivação for diária, por isso não fuja dos treinos.

5-   Saúde além da estética

Com tanta informação disponível atualmente é quase inadmissível ignorar que a atividade física é o melhor remédio, sem contra indicações, que ainda previne doenças e melhora a qualidade de vida.

🙂

 

Se você se interessou pelo livro que citei no começo do post, é este:

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *