Aventura na Bienal do Livro 2018

Nas últimas semanas, aconteceu a Bienal do Livro 2018. Eu gosto muito da Bienal, lembro até hoje da primeira vez que fui, tinha 12 anos, estava na sexta série e fui escolhida entre os seis melhores alunos da sala… claro que tenho muito orgulho de contar isso! O engraçado é que não fui filha de pais leitores de livros. Literatura de casa era jornal (meu pai sempre leu muito jornal) para mim era basicamente gibis e tabuada (por imposição do meu pai! rs) uma coleção linda que minha mãe me deu com quatro livros de contos clássicos e ainda assim, eu amo livros e gosto demais das Bienais!

Desde o nascimento do Heitor estava longe das Bienais, porém, com saudade, então, eu e meu grande parceiro de aventuras, Guilherme, nos lançamos na aventura com os dois pequenos! E é sobre isso o post dessa semana: nossa aventura na Bienal 2018!

A primeira  coisa foi organizar a agenda, porque no mesmo dia teríamos o lançamento do livro Família Cuca na Cozinha, da Paula Weber  e também Abrace Seu Filho, do Thiago Queiroz, ambos na livraria da Vila em Pinheiros.

Família Cuca na cozinha

A Bienal ficava em Santana no Anhembi e o valor do estacionamento era surreal, fora o trajeto, trânsito, enfim…decidimos ir de Uber pra facilitar.  Foi a melhor coisa porque além do valor do estacionamento, a fila para acessá-lo era assustadora. Não sei nos outros dias como estava, mas no último sábado de manhã estava caótico.

Lá chegando, a entrada para o evento estava lotada, tinha apenas duas pessoas tentando orientar a multidão (digo tentando porque não estavam conseguindo!). Se eu não tivesse muito interessada, eu teria voltado pra casa… mas decidimos permanecer e encarar. As crianças estavam tranquilas. Heitor de mãos dadas comigo e Henrique no colo, deu tudo certo e conseguimos entrar.

A primeira orientação que recebemos na catraca e eu achei bem delicado por parte da atendente foi para colocarmos pulseira de identificação nas crianças porque estava muito cheio. Tinha um balcão com os informes do evento e as tais fitas verde florescente para os pais preencherem com nome da criança e responsável além de um número de telefone para contato, para o caso de a criança se perder (Deus me livre disso!). Prontamente seguimos a orientação. Como o bebê gosta de correr… coloquei nele a pulseira de segurança que uso em locais que julgo perigosos (esse é um item muito questionado por aí, já vi gente me olhando “torto” por isso mas não ligo porque pra mim importa a segurança do meu filho. A gente fica preso um no outro e ponto). Se não fossemos a outro lugar teria levado o carrinho com o “skate” (que já postei sobre) porém na livraria não daria certo… mas na bienal o carrinho seria bem legal, enfim, sobrevivemos sem ele!

Ufa, depois de tudo isso fomos curtir o passeio. Mas era tanta gente que me senti no metrô em horário de pico… mas como a turminha estava gostando, a gente superou.

Heitor gosta muito de livros e ele ficou muito empolgado com as editoras de livros infantis, Henrique apesar de entender menos o que estava acontecendo, curtiu a muvuca e se divertiu vendo os personagens dos desenhos em vários lugares no evento.

A internet estava sobrecarregada e as filas dos caixas de tudo lá travava porque a rede não estava suportando. Na hora do almoço, ficamos com a impressão de que o local não estava preparado para o volume de visitantes. Tinham duas praças de alimentação, uma de barracas do local, outra de food trucks. Ambas com filas astronômicas e sentar em alguma mesa era missão impossível, mas consegui (fiquei esperando uma esvaziar com Henrique no colo…)! Tentamos um food truck, mas depois de 30 minutos sem a fila andar, desistimos. Pegamos uma batata frita pra enganar a fome e deixamos o almoço para mais tarde, fora da Bienal.

A fila do sanitários também era outra questão… tinha que chegar nela antes de precisar ir ao banheiro. Não vi trocadores para bebês, mas não precisei então não tenho certeza se havia ou não.

Quanto aos livros, achei que os preços estavam bons, tinha muitos estandes de livros de R$10,00 e outros a partir de R$10,,,. Tinha livros infantis de R$ 5,00… estava legal. O estande de maior sucesso pra nós foi o de estrela, porque criaram uma editora que foi lançada na Bienal e tem livros e jogos interativos (Heitor não queria sair de lá!). Não deu pra ver tudo, deixamos de ver muita coisa porque com os dois naquela lotação ficou difícil, aí a fome apertou e tivemos que ir porque lá não deu certo o almoço lá (eu teria preparado algo para levar, mas decidimos na hora então arrisquei e me dei mal…levar lanche de casa é a dica de ouro!). Apesar das dificuldades, o passeio foi bom, os meninos gostaram, compramos livros e brinquedos e pretendemos voltar na próxima!

Saindo de lá, fomos almoçar já perto da livraria da Vila. Terminamos nossa aventura no lançamento dos livros , conhecemos os autores, abraçamos e fomos abraçados. Que simpatia, é diferente ler o livro quando conhecemos quem escreveu! Valeu a pena ir lá depois de encarar  Bienal!

Já devorei o livro da Paula, que é curtinho, cheio de ilustrações e conta uma história  que ensina a família a se organizar na cozinha, além de conter algumas receitinhas deliciosas que a gente pretende fazer por aqui, juntos!

View this post on Instagram

Família que encara #bienaldolivrosp e de lá vai numa tarde de autógrafos com sorrisos no rosto, é daquelas que encara tudo e qualquer desafio unida, né? Nossa colunista @cibelebilancieri esteve no lançamento do livro Família CUCA na cozinha, da querida Paula Weber (@pitadasepalpites) e estamos curiosos para saber a reação dos pequenos Heitor e Henrique ao livro divertido e cheio de receitas para fazer em família. Ah, tem resenha no #postnoblog http://www.maecomfilhos.blog.br/2018/08/familia-cuca-na-cozinha.html Participe do grupo Mães (e pais) com filhos facebook.com/groups/maecomfilhos 🙂 Estamos também no maecomfilhos.blog.br e facebook.com/maecomfilhos #maecomfilhos #mãesreais #momblogger #colunistasmaecomfilhos #mãescristãs #maesepaiscomfilhos #mãedemeninos #novapaternidade #pequenosleitores #dicadivro #livro

A post shared by Blog @maecomfilhos (@maecomfilhos) on

Comecei a leitura do livro do Thiago e o texto é envolvente desde o início, estou gostando, não dá vontade de parar a leitura, mas mãe lê assim… picadinho quando dá neh rs!

Li e recomendo: Abrace seu filho, do @paizinhovirgula

Com a proximidade dos 2 anos do Henrique e dos 5 anos do Heitor, não sei se as aventuras estão ficando mais intensas ou se eu e Guilherme estamos ficando mais experientes, mas nosso repertório de aventuras está crescendo e variando bastante e a família toda está curtindo muito tudo isso! E que venham novas aventuras!!!

The following two tabs change content below.

Cibele Bilancieri

Sou cristã, tenho 37, sou guarulhense e atualmente vivo na Moóca. Casada com Guilherme, mãe do Heitor #aos 4 e Henrique #1ano. Sou feliz por poder cuidar pessoalmente dos meus filhos.

Latest posts by Cibele Bilancieri (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *