Show e oficina musical de MPB com e para crianças

Nesta semana estou tia-mãe em tempo integral: dar banho, preparar as refeições, contar histórias, cantar, levar para passear, entre muitas – mas muitas – outras tarefas.

Como arte-educadora quase sempre carregou comigo brincadeiras e canções da nossa cultura popular que divertem, aproximam, ensinam e encantam crianças pequenas e grandes.

E esse assunto – cultura popular dá pano ‘pra’ manga uma vez que são poucas as frentes – apesar de existirem muitos movimentos e especialistas na área – que encontraram morada fixa – em espaços físicos na intenção de criar conexão com pessoas de todas as idades, apresentando a beleza de ritmos, poesia, movimentos e instrumentos da nossa cultura popular brasileira.

O que temos são apresentações, vivências, ensaios-aberto – e é claro, aulas de movimentos-instituições que estabeleceram casa em algum espaço físico.

Dica de teatro e oficina musical: Bichos de Cá

 

E nesta semana tive a alegria de participar de um belíssimo evento com as minhas sobrinhas em uma casa que abriu as portas para apresentar parte do nosso Brasil através da poesia, adivinhas, musica e dança.

Decidi ir de carro por causa do horário do show mas confesso arrependimento: o estacionamento na região do centro é caro, sem contar que o metrô fica há poucos metros do local do evento.

Chegando – vocês querem saber o nome do local? – na Caixa Cultural, fomos bem recepcionadas e informadas sobre os lugares, que não são marcados (senta em bons lugares quem estiver no início da fila), banheiro e a intolerância sobre atrasos. Achei ótimo, equipe assertiva e bem educada.

Rayssa e Larissa, ficaram impressionadas com a variedade de instrumentos, brinquedos e objetos posicionamos no palco. “O que é isso?”, pergunta que ouvi do início ao fim.

O repertório é interessantíssimo, e aqui cabe dizer que nós, adultos vibramos durante todo o show. As canções são lindas, muito bem escritas, acompanhadas dos variados ritmos brasileiros; mas em alguns poucos momentos – provavelmente pela não familiaridade com ritmos e estrutura melódica – algumas crianças dispersaram. Mas a banda soube montar muito bem o setlist, incluindo surpresas ao longo do show. As crianças arregalaram os olhos quando a sucuri e a arara azul surgiram durante o show.

Nesta semana estou tia-mãe em tempo integral: dar banho, preparar as refeições, contar histórias, cantar, levar para passear, entre muitas – mas muitas – outras tarefas. Como arte-educadora quase sempre carregou comigo brincadeiras e canções da nossa cultura popular que divertem, aproximam, ensinam e encantam crianças pequenas e grandes. E esse assunto – cultura popular dá pano 'pra' manga uma vez que são poucas as frentes – apesar de existirem muitos movimentos e especialistas na área – que encontraram morada fixa – em espaços físicos na intenção de criar conexão com pessoas de todas as idades, apresentando a beleza de ritmos, poesia, movimentos e instrumentos da nossa cultura popular brasileira. O que temos são apresentações, vivências, ensaios-aberto – e é claro, aulas de movimentos-instituições que estabeleceram casa em algum espaço físico. E na quinta-feira tive a alegria de participar de um belíssimo evento com as minhas sobrinhas em uma casa que abriu as portas para apresentar parte do nosso Brasil através da poesia, adivinhas, musica e dança. Rayssa e Larissa, ficaram impressionadas com a variedade de instrumentos, brinquedos e objetos posicionamos no palco. "O que é isso?", pergunta que ouvi do início ao fim. O repertório é interessantíssimo, e aqui cabe dizer que nós, adultos vibramos durante todo o show. As canções são lindas, muito bem escritas, acompanhadas dos variados ritmos brasileiros; mas em alguns poucos momentos – provavelmente pela não familiaridade com ritmos e estrutura melódica – algumas crianças dispersaram. Mas a banda soube montar muito bem o setlist, incluindo surpresas ao longo do show na @caixaculturalsp. Recomendamos! (por @raquelbragasantos) #colunistasmaecomfilhos #bichosdeca #agendacultural

A post shared by Blog @maecomfilhos (@maecomfilhos) on

Um ponto a melhorar: a falta de estrutura de som no local onde acontece o show; o local não é próprio para show por ser totalmente aberto e apesar da boa aparelhagem de som, em alguns momentos as vozes e instrumentos embolaram, mas, como já dizia um professor de piano do passado “o show tem que continuar”; e continuou, belíssimo e ao final repleto de crianças ao pé do palco.

Nota da editora:

Saiba mais da programação cultural destas férias na Caixa Cultural no post Gente Arteira

Gente Arteira nas férias da CAIXA Cultural

 

The following two tabs change content below.

Raquel Braga

Raquel Braga é cantora, licenciada em Música pela Faculdade Paulista de Artes, formada em Pedagogia e estudiosa na área da Música e Educação.

Latest posts by Raquel Braga (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *