Livros infantis que estimulam a prática de esportes

Quase perdi a conta do número de vezes que matriculei meus filhos em práticas esportivas.

Natação, futebol, judô, karatê… nada os interessa por mais de um mês.

Haja dinheiro para matricular, comprar roupas adequadas, pagar mensalidade, sem falar no tempo de acompanha-los nas aulas.

Tenho uma amiga que se desdobrava para sair do trabalho, que ficava do outro lado da capital paulista, para levar o filho na aula de futebol, depois de deixar a filha na aula de ballet. Mas ela, ao contrário de mim, percebia um aproveitamento das crianças nestas aulas.

Mesmo sem atletas em potencial, eu nunca desisto de incorporar práticas esportivas no cotidiano das crianças (e adolescentes) e por alguns anos eles descobriram novos esportes fazendo colônia de férias numa academia do bairro.

Infelizmente a academia foi comprada por uma grande rede e o projeto descontinuado, mas por alguns verões e invernos era uma opção bem legal para eles saírem da rotina e para eu conciliar trabalho e férias da escola!

É daquela época o livro que trago hoje para indicar:

Tchibum! – a primeira aula de natação com Gustavo Borges

Os meninos gostavam e agora chegou a vez da caçulinha descobrir um pouco desse esporte que se tornou popular com nomes que nos dão orgulho, como Gustavo e “Xuxa”.

Na época do lançamento do livro da (saudosa) Cosacnaify, Gustavo Borges e ilustrador Daniel Kondo conversaram com as crianças sobre a importância do esporte no desenvolvimento infantil. E o ilustrador é muito importante neste livro que ajuda as crianças a perderem o medo da água e a aprenderem a nadar.

A história é baseada nas imagens que acompanham a aula de natação de um bebê, desde quando ele entra na água até quando retorna ao conforto do colo dos pais.

Se você quer aproveitar a mesma dica para seu filho, há outras obras que estimulam a prática esportiva dos pequenos.

Em O passe e o gol, o comentarista esportivo Juca Kfouri conta a história de irmãos gêmeos que são amigos, companheiros, sempre juntos para o que der e vier, mas se estranham quando a bola rola.

Além do esporte, Juca, que é formado em Ciências Sociais, trata da rivalidade natural entre os irmãos.

A rotina de treinos parece ser desgastante, mas quanto mais o pequeno atleta se empenha e pratica, cresce a paixão pelo esporte e podemos ver a felicidade estampada no rosto deles. Além disso, há o investimento na saúde e o ganho em qualidade de vida é imenso para eles.

Gostou? No clima do mundial e já dando ideias para as férias!

Já sabe o que fará para as crianças descansarem da rotina sem virarem reféns das telinhas? Conta pra gente!

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *