Como funciona o acompanhamento da gestante pelo SUS

Os cuidados com o bebê devem começar durante a gestação, logo após a descoberta da gravidez. Esse acompanhamento permite identificar e reduzir muitos problemas de saúde que podem acometer a saúde da mãe e da criança, e possíveis doenças e disfunções poderão ser detectadas e tratadas precocemente.

Caso a mulher desconfie sobre a gravidez, poderá procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da sua casa para fazer o teste-rápido de gravidez. O teste é feito na hora e o resultado fica pronto em alguns minutos. Caso o resultado seja positivo, a mulher já pode começar o pré-natal.

Onde fazer o pré-natal?

A UBS é o contato preferencial dos usuários, a principal porta de entrada e centro de comunicação com toda a Rede de Atenção à Saúde. É instalada perto de onde as pessoas moram, trabalham, estudam e vivem e, com isso, desempenha um papel central na garantia de acesso à população a uma atenção à saúde de qualidade. Lá é possível receber atendimentos básicos e gratuitos em Pediatria, Ginecologia, Clínica Geral, Enfermagem e Odontologia. Os principais serviços oferecidos são consultas médicas, inalações, injeções, curativos, vacinas, coleta de exames laboratoriais, tratamento odontológico, encaminhamentos para especialidades e fornecimento de medicação básica. Quer saber como encontrar o posto de saúde mais próximo? Acesse o site da Secretaria de Saúde do seu município ou Estado e veja toda a relação de postos de saúde na sua região.

Ok, sabemos onde fazer, mas o que envolve o pré-natal no SUS?

Esse acompanhamento permite identificar e reduzir muitos problemas de saúde e possíveis doenças e disfunções que poderão ser detectadas e tratadas precocemente.

Os principais exames realizados durante o pré-natal são: sangue para anemia e outras questões; glicemia, para diabetes; urina, para infecção urinária; tipagem sanguínea, para saber se o sangue da mulher combina com o do pai do bebê; VDRL, para sífilis; alguns sorológicos, para HIV e Hepatite B; eletroforese hemoglobina, para rastrear a anemia falciforme; além da ultrassonografia.

“O ideal é a realização de seis consultas durante o período gestacional e uma sétima no puerpério (depois do parto). Durante a realização dos exames de pré-natal a mulher saberá se ela é uma gestante de risco habitual ou de alto risco para o acompanhamento adequado”, explica a coordenadora da área técnica de Saúde da Mulher, Esther Vilela.

O pai (o companheiro da grávida) também poderá realizar os exames, pois existem doenças, como a sífilis e o HIV, que podem ser adquiridas durante a gestação e transmitidas ao bebê.

Rede Cegonha

Lançada em março de 2011 pelo governo federal, a Rede Cegonha é um programa que visa garantir atendimento de qualidade a todas as brasileiras no processo de maternidade,  desde a confirmação da gestação até os dois primeiros anos de vida do bebê.

No primeiro ano de funcionamento da estratégia Rede Cegonha, já foram realizadas mais de 20 milhões de consultas de pré-natal. A Rede Cegonha está qualificando e ampliando os serviços de saúde que atendem às mulheres e os bebês. Só para o componente pré-natal, já foram destinados mais de R$ 91 milhões que beneficiaram 3.710 municípios. Na última semana, foram destinados mais R$ 21 milhões para 1.163 municípios (confira aqui a portaria).

As gestantes atendidas no SUS deverão ser cadastradas no Sistema de Monitoramento e Avaliação do Pré-Natal, Parto, Puerpério e Criança (SisprenatalWEB) para ter todas as suas informações concentradas nesse sistema. Ele é o instrumento de monitoramento e avaliação da assistência prestada à gestante e aos recém-nascidos.

Retomando o passo a passo:

1 – Encaminhamento

Está grávida ou com suspeita de gravidez? Você deve se dirigir a uma Unidade Básica de Saúde para solicitar entrar no pré-natal feito pelo SUS.

Na unidade, você será encaminhada a fazer um teste de gravidez. Uma vez positivo, seu acompanhamento começa.

2 – Cadastramento

As mulheres gestantes são cadastrados no Sistema de Monitoramento e Avaliação do Pré-Natal, Parto, Puerpério e Criança (SisprenatalWEB). Dessa forma, conseguem acesso às suas informações pelo sistema. O canal funciona como um monitoramento eficaz da assistência à mãe e ao seu bebê.

3 – Exames

O pré-natal é fundamental para detectar precocemente doenças e disfunções no organismo do bebê. Muitos problemas podem ser solucionados se descobertos ainda durante a gestação. É fundamental durante o acompanhamento a realização de exames periódicos. As gestantes atendidas pelo SUS têm acesso aos exames necessários nesse período.

4 – Consultas

O que se analisa durante as consultas?

  • Pressão sanguínea da gestante
  • Peso da gestante
  • Se há inchaços nos membros inferiores
  • Se o útero está na altura ideal
  • Avaliar os batimentos cardíacos do feto
  • Prover as vacinas necessárias para proteção da gestante e do bebê
  • Examinar as mamas
  • Fornecer informações importantes e orientações sobre o aleitamento materno

Direito da Gestante

As grávidas têm direito de acompanhamento especializado de pré-natal garantido pela Lei n 9.263, de 1996. Além da assistência na gestação, também é prevista durante o parto, período do puerpério e ao neonato.

Você grávida que pretende ter o seu filho através do SUS, saiba que há a Lei do Acompanhante, a Lei n. 11.108, de 2005.

Ela foi regulamentada pelo Ministério da Saúde e prevê que toda parturiente tenha o direito a ter um acompanhante de seu desejo durante o trabalho de parto, o próprio parto e também o pós-parto enquanto sob os cuidados da instituição de saúde.

Também não pode ser recusado atendimento a essa gestante quando em situação de trabalho de parto. As mulheres grávidas estão em situação que necessita grande atenção. Por esse motivo a necessidade de ter leis que assegurem seus direitos.

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *