A Mãe que Sou Hoje, por Anamaria Mendes

A querida Sam lançou esta pergunta para o nosso grupo e a resposta que martela na minha cabeça é, certamente sou uma mãe melhor. (As imagens e textos do instagram que compartilho aqui ajudarão a verem um pouco mais a mãe que fui e que sou para quem ainda não me conhece).

Não, eu não julgo a mãe que fui, aliás, isto era um papel da mãe que fui anos atrás. Exigente demais comigo mesma, muitas vezes perdida no meio das culpas (sim, elas vinham no plural).

Hoje me considero uma mãe melhor por alguns motivos. O primeiro é experiência ou maturidade como mãe. Olho para minha trajetória e entendo que fiz o meu melhor. Com erros e acertos, fiz o meu melhor. O tempo como mãe, também trouxe não só a firmeza das escolhas, ou mudanças destas escolhas, mas também encontrei o meu caminho. Ele é único! Repitam, é único!

Por falar em único… Fui criada para focar no trabalho, mas tive o exemplo da mãe que optou ser mãe integral. No início, me senti um tanto perdida. Não sabia como conciliar a maternidade e o lado profissional. Me cobrava achando que não estava fazendo nada direito. Reduzi o ritmo no trabalho no primeiro ano, precisava deste tempo, mas também continuava adorando o que faço.

Entre as mães que conhecia ninguém trabalhava em home-office. 10 anos atrás isto causava estranhamento. Nos grupos de mãe conhecidas, as que trabalhavam fora me viam como uma mãe que não trabalhava; já as que não trabalhavam, me viam como uma mãe que trabalhava fora. Não ter com quem trocar experiências sobre isto tornou o processo de encontrar a minha rotina entre trabalho e filho mais solitário. Como diz a frase, “tudo tem seu tempo”. Aos poucos aprendi a equilibrar ambos. Aprendi que poderia ser ainda mais produtiva, os melhores horários para cada função e até fazer os dois ao mesmo tempo, por que não? Encontrar este caminho certamente me trouxe tranquilidade.

Tranquilidade é uma palavra-chave. Não sei se foi a maturidade como mãe ou simplesmente a entrada dos 40. Dizem que mulheres a partir dos 40 ligam menos para opinião dos outros. Eu sempre fui muito firme nas minhas escolhas, mas agora o faço de forma mais tranquila. Tem alguém julgando? Pode ser que sim, mas não tomo consciência disso porque não me importo.

Como na vida, procuro ir mantendo o que considero acerto e deixando outras coisas para trás. Continuo sendo uma mãe muito brincalhona. Me divirto pra valer com meu filho. Nos entendemos muito bem, rimos juntos de nossos erros, conversamos muito, brincamos… a maternidade hoje flui de forma bem leve.

Enquanto escrevo, sinto o amor enchendo ainda mais o coração. Ser mãe é um sonho realizado. Desde bem cedo sonhava em ser mãe. Como escrevi uma vez inspirada no livro do O Menino Maluquinho: “Era uma vez uma “menina maluquinha”, ela cresceu e virou uma mãe MUITO maluquinha.”

É comum as pessoas me olharem com surpresa quando me vêem com filhão no balanço, sentada no chão, brincando de pique-pega enquanto esperamos a aula de natação… eu brinco muito e para valer! Parte pode ser por ser realmente grata por vivenciar a maternidade após escutar de tantos médicos que dificilmente engravidaria naturalmente. Outra porque tive uma infância deliciosa e, simplesmente me divirto brincando com ele. Claro que nem sempre quero brincar. Tem dias que estou exausta, tem dias que a cabeça está a mil com problemas, mas sempre lembro que passa tão rápido! E está passando rápido! Está voando! Então a Maluquinha aqui vai continuar madrugando para adiantar trabalho enquanto ele dorme para poder brincar, para lermos juntos e mil aventuras. Filho, gratidão por você ser um menino tão divertido e companheiro das mais diversas aventuras! Está voando, mas quando você estiver mais velho e tiver saudade de alguma brincadeira da infância, me chama que eu brinco! Foto da queridíssima e talentosa @belaneiva #maemaluquinha #maequebrinca #maecomfilhos #cadaminutoconta #tbt

A post shared by Anamaria (@maemaluquinha) on

Foto do topo foi tirada pela querida e talentosa Isabela Neiva.

The following two tabs change content below.

Anamaria Mendes

Anamaria Mendes, 44 anos, mãe do Lucas, #aos10. Profissional multipotencial. Criativa por natureza, formada em design gráfico, pós-graduada em marketing, ama as duas áreas com a mesma intensidade. Apaixonada também pelos temas maternidade e educação. Adora conhecer e interagir com pessoas diferentes e aprender com cada contato. Está sempre criando novas formas de conciliar maternidade e vida profissional. Colaboradora do canal de YouTube FunToysBrinquedos, criado por seu filho e hoje produzido em família para motivar o brincar. Compartilha um pouco disto tudo no Instagram e Twitter @MaeMaluquinha.

Latest posts by Anamaria Mendes (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *