Decor com filhos!!

Até engravidar da minha primeira filha, em 2009, morava num apê pequeno, super lindinho e cheio de detalhes escolhidos a dedo e que ficavam por semanas, meses, anos no mesmo lugar, exceto nos dias de limpeza!  Os objetos com que interagíamos, livros, revistas, almofadas, cds (sim, né, porque não tinha spotify!), voltavam para o lugar de forma rápida, sem dor de cabeça e a casa seguia em ordem. Com exceção da pia, que tinha vida própria, nem me perguntem!

Sempre achava esquisitas aquelas casas em que as crianças dominavam a casa com brinquedos espalhados, sapatos em todos os cômodos e almofadas pelo chão. Até que tive a Beatriz e virei essa mãe! Quando Cecilia chegou, então,  a casa já era praticamente uma brinquedoteca! Rs

Acontece que, apesar de eu amar vê-las usando a casa, aquela baguncinha me incomodava, sem contar que optei por tirar do fácil acesso delas todos os meus objetos, livros, etc…  Como equilibrar, então, aquela vontade que todos temos de ter a casa bonita e aconchegante com a alegria e a necessidade de ter uma casa cheia de vida e de gente à vontade? A verdade é que a criança também é moradora daquela casa e também precisa se sentir acolhida pelo espaço!

Ao logo desses 8 anos, fui criando mecanismos para fazer a bagunça dos filhos se encaixar na casa de forma harmônica e organizada, e fui incorporando isso tudo nos projetos e consultorias que faço! Era o armário desenhado com gavetão com rodinhas para a criançada puxar e levar de um cômodo pro outro; era o cesto de ratã bem lindão que conseguia disfarçar um pouco aqueles brinquedos coloridos no meio da sala tão charmosa; era arrumar um espacinho para os livros das crianças naquela estante biblioteca maravilhosa da sala…

 

Fazer nossos filhos se apoderarem do espaço, ao invés de lhes dar a sensação de que aquilo ali é só dos adultos, também traz pra eles a responsabilidade do cuidado e da preservação. Dá trabalho pra caramba, sigo tentando até hoje, mas é possível! Dia após dia repetindo as mesmas frases na esperança de que eles absorvam e, um dia, façam por si próprios!

Que tal, então, ao invés de se estressar porque bonecas, panelinhas e massinhas estão sempre naquele canto da sala, experimentar arrumar alguma forma de armazená-los exatamente ali?  Ou deixar logo na mesa da cozinha, uma caneca estilosa cheia de lápis de cor pras crianças fazerem o dever enquanto vocês preparam o jantar ou o almoço? Ou arrumar os jogos que são de uso comum de todos no buffet da sala, fácil acesso pra pegar e guardar?

A nossa casa deve ser linda e funcional, mas a gente precisa lembrar que ela não precisa e nem deve ser casa de capa de revista, muito mais que isso, ela deve ser um espaço de convivência maravilhoso para construirmos laços de afeto e de confiança com nossos filhos!

(Imagem de destaque via Marino Bambinos)

Marina Guanaes
The following two tabs change content below.

Marina Guanaes

Latest posts by Marina Guanaes (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *