Estampas étnicas

Estampas étnicas correspondem a padronagens, carregada de grafismos, muitas cores, inspirada nas vestimentas dos índios, astecas e africanos e que fazem sucesso até hoje, com as releituras da moda moderna.

Essa padronagem de estampa foi fortemente inserida no mundo  da moda no início dos anos 70, no período do movimento hippie, que buscava liberdade e igualdade criando movimentos ligados à natureza e à população de minorias  como negros, indígenas e gays. Foram incorporadas referências de diferentes culturas na forma de vestir, buscando a valorização do histórico cultural e exótico desses povos.

As estampas étnicas tornaram um item de representatividade e conquistou seu espaço, fazendo sucesso entre as vitrines e passarelas até os dias atuais. Além das cores vibrantes e quentes, este padrão de estampa também permeia entre os tons mais frios, sem perder a beleza.

Há quem diga que, se você não é negra, não pode fazer uso das estampas étnicas de origens africanas, pois isso trata-se de apropriação cultural, como na história dos turbantes, mas na minha opinião, cada uma tem que usar o que quiser, da forma que mais gostar e mais combinar com seu estilo, sem se preocupar com seu biotipo ou tom de pele. Acredito numa moda miscigenada, democrática e inclusiva, e isso me basta.

Então meninas vamos lá, usem e abusem dessas estampas incríveis e sejam muito felizes.

The following two tabs change content below.

Alcione Matsumoto

Paulistana, publicitária, produtora de eventos e mãe do Miguel. Viúva desde a gestação, tornou-se pai e mãe com todos os seus medos e coragens, e hoje encara tudo isso com muito orgulho e bom humor. Aos 39 anos, já foi blogueira, podcaster, mediadora e até palestrante, mas acredita que pode aprender sempre mais e por isso não se cansa de se redescobrir diariamente. Entusiasta por natureza, e com uma autoestima elevadíssima, carrega consigo o sonho de poder ajudar outras mulheres a se descobrirem como verdadeiras vencedoras.

Latest posts by Alcione Matsumoto (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *