Roupinhas RN: comprar ou não comprar?

Durante toda a gestação – para ser exata desde as 12 semanas – Benjamin era considerado um bebê grandão. Todos os médicos falavam isso. Conversando com amigas que estavam grávidas do mesmo tempo que eu ou de fases bem parecidas, realmente Ben era um bebê grandão.

Em uma ultrassonografia (que, importante reforçar, NÃO É balança) a médica inclusive falou: “Nem compra roupa RN, viu? Esse bebê vai ser gigante“. Esse e todos os outros comentários até a 33ª semana de gravidez ficaram ecoando na minha cabeça.

No final de novembro, após o diagnóstico de pré eclampsia leve e com a possibilidade de interrupção da gestação a partir de 37 semanas, comecei a pensar que talvez fosse bom comprar umas roupinhas menores e tal.

Cuidados com pressão alta na gravidez

Deus abençoe minha mãe! É o que penso toda vez que lembro dessas roupinhas. Motivo? Minha teimosia absoluta dizia “ah, não precisa de muita coisa pequena, uma roupinha ou outra tá bom”. E ela já retrucava “vou comprar umas roupinhas pro meu neto, se ele nascer muito grande mesmo, a gente pode dar depois”.

E realmente não ficou só na possibilidade, Benjamin nasceu exatamente no dia que eu entrava na 37ª semana. Nasceu com 49cm e 2.790g. Um bebezinho super pequeno! Nos primeiros dias, ainda é normal perder peso! Saiu do hospital com pouco mais de 2.600g e com as roupas RN sambando nele. Imagine se fosse roupinha P?

Benjamin, a aventura começou

 

“Eu não sei de onde surgiu esse lance de que bebê não usa roupa tamanho recém-nascido. Perde rápido? Sim, perde, tal e qual todos os outros tamanhos. Mas a menos que você queira ver a criança com panos, mangas e pernas sobrando, pode colocar RN no enxoval, sim! MH nasceu com 49cm, 3.330kg (ou seja, super na média, nada pequena) e usou as roupinhas RN por mais de um mês. Inclusive precisei comprar, às pressas, mais algumas peças – porque tinha acreditado nesse conselho e fui econômica demais com o tamanho.”
(Alê Garattoni)

Se você conhece alguém que mora na gringa ou vai ter a oportunidade de fazer enxoval nos Estados Unidos, vale a pena comprar as roupas newborn da Carter’s ou da Gerber. Elas são pequenas mesmo! Mas não precisa ficar pensando em gastar dólares, pois aqui no Brasil há boas lojas e marcas. Compramos de três lojas diferentes: Tilly, Tip Top e Renner (da marca Teddy Boom) e há grande diferença nos tamanhos.

As roupas da Tilly são lindas, há vários conjuntos maravilhosos, mas em um bebê como Benjamin o tamanho não ficou legal, não. Compramos 2 conjuntos completos (calça, body, macacão, luva e meia) e a sensação que tive é que o tamanho RN da marca servirá para quando Benjamin tiver a partir de 1 mês. Há várias lojas da marca em São Paulo, nós compramos em uma do Bom Retiro.

Já as roupas da Tip Top deram mais certo, embora algumas ainda fiquem meio largas. Excelente dica: aos sábados, você pode ir na Loja de Fábrica da Tip Top, que fica na Avenida Thomas Edison, 967. A loja abre apenas aos sábados, das 7h30 às 16h e aceita dinheiro, débito (RedeShop e Visa Electron) e crédito (Visa e Mastercard). Os preços compensam demais e são vendidas peças do tamanho RN até 10 anos de coleções anteriores e com pequenos defeitos. Não vi defeito nenhum nas roupas compradas e um dos meus modelos preferidos é da Tip Top 🙂

E, por último, a minha marca preferida nessa saga “roupas RN”: Teddy Boom. Bem fácil de achar, pois a marca é vendida nas Lojas Renner e com preço muito honesto. Minha mãe, como boa vó babona e coruja, foi na Renner após o nascimento do Ben e comprou vários bodies e calças para usarmos nessas primeiras semanas. As peças são básicas e lindas!

Pode parecer bobeira e para muitos talvez seja mesmo, mas podendo comprar pelo menos algumas peças do tamanho certinho, eu acredito que vale a pena 😉

The following two tabs change content below.
Sara Martinez, 30 anos, Jornalista, cristã, “mãe” do cachorrinho Billy. Escreve sobre o amor que sente por São Paulo no @pelocentro, onde compartilha dicas da cidade juntamente com sua irmã. Gosta de desenhar palavras coloridas no @fasesinfrases. É maratonista profissional de seriados no Netflix, inscrita em mais canais do que consegue assistir no YouTube e leitora apaixonada. No Twitter e Instagram: @sarafcmartinez.

Latest posts by Sara Martinez (see all)

Comments

comments

One Reply to “Roupinhas RN: comprar ou não comprar?”

  1. Sempre a favor do tamanho RN! Na verdade a partir dos 3 meses da Laura não me levei mais pelo tamanho na etiqueta e sim pel o “olhometro”, pois como os tamanhos variam de marca para marca. Minhas preferidas são as da C&A (Laura tem 1 ano e 1 mês e ainda usa 9-12 com folga), duram muito tempo, são super gostosas e uma fofura! Tia Sandra arrasou rs! Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *