Uma cidade sem dengue

No campo, na praia, na cidade, não importa onde você more, o mosquito da dengue se prolifera do mesmo jeito: aproveita a água parada para por seus ovos e infestar a região.

Mesmo neste clima maluco de primavera, quando a gente não sabe se fica frio ou quente, devemos nos preocupar, pois as chuvas deixam muitos locais propícios para que a população de insetos aumente consideravelmente.

Você pode pensar que porque mora num local super urbano está livre desta preocupação, mas basta olhar pela janela para rever seus conceitos.

Da minha vista da janela da cozinha e lavanderia, comecei a notar que tinha um quintal com bons locais para juntar água, onde tinha muito lugar “dando sopa” para acumular água parada.

Expert em insetos: a informação pode ajudar a preservar a saúde?

Na semana passada, meu esposo passou mal e antes que eu falasse algo, os meninos já acharam que tinha alguns sinais que parecia dengue. Felizmente a gente tinha conversado muito sobre os sintomas, os cuidados e as atitudes para prevenção da dengue, por isso, ao perceber algo errado, eles já sabiam que deveriam buscar de cuidados médicos.

Ficar de olho no quintal dos outros não é ser indelicado, é cuidar de toda a comunidade. Afinal, o mosquito da dengue costuma se distanciar até cerca de 200 metros do lugar onde nasceu, exceto na desova. Então, se você identificar um mosquito, procure perto do local o possível foco de dengue, elimine-o ou denuncie.

Compartilhando informações a gente ajuda muito a evitar que novos casos surjam ou que os inevitáveis se agravem.

Afinal, alguns descuidos criam o ambiente perfeito para o surgimento das pragas domésticas (baratas, moscas, formigas e cupins) e também do mosquito transmissor da dengue.

Aliás, você sabe como é o mosquito da dengue? Chamado Aedes aegypti, ele até parece inofensivo: tem menos de um centímetro, é de cor café ou preta e apresenta listras brancas no corpo e nas pernas.

cidade-02

Na hora de eliminar esses, uma opção fácil e rápida é utilizar inseticidas em aerossol. Segundo a Anvisa e o Inmetro, nem todos os que se dizem “multi-inseticidas” são realmente eficazes contra a dengue.

Considerando que a dengue é uma doença que precisa ser combatida por todos – pois não basta apenas a sua casa estar livre do mosquito se o seu vizinho também não fizer a parte dele – o objetivo principal do movimento é fornecer informação sobre a doença e ensinar diversas formas de combatê-la dentro de fora de casa, para que as pessoas conversem sobre o assunto com seus amigos, vizinhos, familiares, e disseminem a informação.

Mitos e verdades sobre a dengue

Gostei muito das imagens, em forma de cartões informativos que podem ser compartilhados nas redes sociais, que nos ajudam a trazer o tema à tona sempre lembrando do objetivo de todos: #nossacidadesemdengue

Fale com vizinhos, parentes e amigos sobre a situação. A dengue é um inimigo comum e contra ela somos todos um. E todos queremos #NossaCidadeSemdengue 

Para nossa cidade sem dengue: faça sua parte e compartilhe informações.

Todos queremos #NossaCidadeSemdengue

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *