Realidade virtual transforma a experiência da vacinação infantil

Medo e choro viram diversão e entretenimento com a “VR Vacina” que, por enquanto, é um projeto piloto que será disponibilizado em algumas clínicas de vacinação particulares.

Eu soube porque, vejam que lindo, o desenvolvedor do projeto é um jovem filho de uma amiga! Imaginam orgulho desta mãe, né?

Como funciona?

Quando a criança chega à clínica para ser vacinada, é surpreendida com o convite para usar óculos de realidade virtual.  E é assim que a mágica acontece: enquanto ela é transportada para um universo lúdico em um vídeo 360°, o enfermeiro prepara a vacina.

Pelas lentes, nada de ampolas ou agulhas, só um novo amiguinho (um personagem no estilo dos jogos de RPG online) que pede ajuda para se tornar um herói e salvar todo o reino. O momento em que a criança vê o personagem colocando o “poder especial” em seu braço é, na verdade, o instante exato em que o enfermeiro aplica a vacina. O resultado? A maioria se diverte com a aventura, encara o medo da agulha e fica com a sensação de ter, de fato, se tornado um herói.

“O que é mais interessante nessa ideia é que conseguimos dar a tecnologia de realidade virtual a uma utilidade prática, que resolve um problema e cria uma oportunidade de negócio para o cliente, o primeiro a oferecer esse tipo de serviço. E, o melhor de tudo, as crianças não choram, o sonho de qualquer pai e mãe”, diz Cláudio Lima, da Ogilvy Brasil. 

Myriams-Fotos / Pixabay

“É a primeira vez em 15 anos da minha atuação profissional com vacinas que vejo o medo sendo transformado em entretenimento graças a realidade virtual. É sem dúvida uma tecnologia que vai trazer muito conforto para as crianças, os pais e os profissionais. O bem estar do cliente é prioridade para o Hermes Pardini. Por isso acreditamos na proposta do vídeo”, afirma a médica Melissa Palmieri.

A Vetor Zero é a empresa de produção que desenvolveu o conteúdo em parceria com Ogilvy Brasil.

E olhem como as crianças reagem bem sempre:
The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *