Suar emagrece?

Semana passada, eu estava na academia quando me vi envolvida num papo sobre SUOR. Cheiros e mitos à parte, a questão chave dessa conversa era se SUAR EMAGRECE. Afinal, quem frequenta academia já deve ter ouvido que “suor é a gordura chorando”. Resolvi dar uma investigada no assunto e trazer a resposta para o nosso papo aqui no blog.

Infelizmente, só quem chora para derreter a gordura do nosso corpo somos nós… Cientificamente, suar não tem nenhuma relação direta com a perda de gordura.

Subir na balança após uma atividade física intensa, na qual você transpirou muito, é pura ilusão. Primeiro, porque o peso por si só não quer dizer nada. Segundo porque ele pode até estar menor na balança, mas o que você perdeu foi, na verdade, água e sais minerais.

Assim que o corpo recuperar a quantidade de líquido perdida, seu peso voltará ao normal. E nem pense em não repor a hidratação, durante e depois de atividades físicas, pois ao invés de benefícios, você pode ficar exposta à uma grande ameaça, que é a desidratação. A reposição correta evitará cãibras, mal estar e garantirá sua saúde para as demais atividades do dia.

Mas… De onde vem a confusão?

Para muita gente, correr debaixo do sol do meio dia, ou usar muita roupa enquanto se pratica esporte, são sinônimos de emagrecimento certo. A crença é a de que, quanto mais transpiramos, maior será a queima de gordura.

Mas quem quer mesmo emagrecer precisa fugir dessa, e de muitas outras, lendas urbanas. Se seu objetivo é emagrecer, isto é, PERDER GORDURA, com certeza você já ouviu que a única receita eficaz é gastar mais calorias do que se ingere diariamente.

Mesmo sabendo que a conta não é tão simples assim, é inegável afirmar que a prática de atividades físicas surge como uma forte aliada desse processo. Como a grande maioria das pessoas transpira realizando exercícios, principalmente aeróbicos, a associação de que é preciso “suar a camisa” para perder peso nasce daí. Mas, na verdade, suor e emagrecimento são consequências comuns, mas ISOLADAS, da prática de atividade física.

Aliás, esse é um dos motivos que fazem as pessoas acreditarem que ficar horas e horas na esteira é a melhor forma de emagrecer quando na verdade, a musculação não só é mais eficiente que o aeróbico clássico, como ainda ajuda a pessoa a se manter magra.

Por que suamos?

O suor é um fluido líquido composto de cloreto de sódio e ureia. Quando suamos, eliminamos esse liquido através das glândulas sudoríparas que existem em abundância por todo o nosso corpo.

A prática de exercícios acelera nosso metabolismo e essa aceleração vem acompanhada do aumento da temperatura corporal provocando calor e eliminação acelerada do suor. A transpiração indica que nosso corpo ultrapassou a média de 36,5°C. Assim, as glândulas sudoríparas começam a agir para manter o equilíbrio da temperatura corporal e evitar danos às nossas funções básicas e vitais.

Apesar de muita gente se incomodar com a transpiração, suar é um processo natural e benéfico ao corpo. Quando suamos, nosso corpo sofre uma série de processos que permitem a liberação de toxinas por meios dos poros e o pleno funcionamento do corpo e de suas funções.

Mas vale lembrar que a quantidade de suor liberada por uma pessoa depende de diversos fatores: se ela está realizando atividade, a intensidade e duração do exercício, umidade do ar. Fora isso, idade, sexo, peso e temperatura ambiente também influenciam.

Pessoas com sobrepeso ou obesas, por exemplo, costumam suar mais porque a gordura atua como isolante térmico, dificultando a passagem do calor de dentro para fora do corpo.

Outros fatores estão associados ao aumento da transpiração, como:

  • Estresse e ansiedade;
  • Consumo de comidas muito condimentadas, apimentadas ou quentes demais;
  • Motivos secundários que envolvam diabetes, hipertireoidismo, menopausa ou hiperidrose;
  • Consumo de álcool ou drogas;
  • Uso de termogênicos

E assim como existem pessoas que suam demais, há também quem sue de menos, o que não significa que o exercício não tem gerado resultado. Confesso que eu mesma, ainda quando malhava em casa, usava casaco ou roupa de plástico pra poder suar mais, pois sou dessas que transpira muito pouco ao me exercitar.

Hoje, entendo que suar é fundamental, mas não adianta fazer sauna ou usar roupas mais quentes para malhar, pois o gasto calórico decorre da aceleração do metabolismo muscular e não do aumento da temperatura que, por si só, não acelera o metabolismo.

 

Ah… E mais um detalhe: suar também não desintoxica, porque como já contei pra vocês, o que eliminamos é a água – e não as toxinas. São os rins os órgãos responsáveis pela eliminação das substâncias tóxicas do organismo. O que não o rim não consegue dar conta, acumulamos.

Então, para você quer lidar tranquilamente com essa questão, preparei algumas dicas que podem ser adotadas para garantir aquele suor eficiente, tanto para você como para os outros.

#1: Evite usar tecidos que absorvam muito o suor

Dê preferência a roupas leves e claras, que, especialmente em dias quentes, ajudam o corpo a não reter calor, por facilitarem a troca de temperatura com o ambiente.

#2: Tenha alguns itens sempre com você

Caso fique muito tempo na rua, tenha um desodorante ou antitranspirante com você para casos de emergência e para dar aquela caprichada antes de começa o treino. Os roll-ons são mais eficazes para evitar o suor.

#3: Prefira sabonetes antissépticos em regiões de maior suor

No banho, dê preferência aos sabonetes antissépticos nas áreas que você for mais propenso a suar. Para o restante do corpo, os médicos recomendam o sabonete comum, que por si só já é antibacteriano.

#4: Seque bem a pele

Após o banho, seque bem a pele, especialmente a pele das axilas e entre os dedos dos pés. Se for preciso, use um secador de cabelo (temperatura morna) para eliminar os vestígios de umidade, já que favorecem a proliferação de micro-organismos.  Na academia, tenha uma toalha limpa sempre por perto para amenizar o suor.

#5: Troque de roupa todos os dias

Troque de roupa todos os dias. Por mais que pareçam estar limpas depois do treino, durante a atividade você foi exposto a diversas situações em que a lavagem é recomendada. Você pode estar limpíssima e mal ter suado, mas não dá para garantir.

#6: Potencialize a lavagem das roupas de academia

Atualmente, existem produtos que ajudam a eliminar os odores na lavagem da roupa. Uma receita caseira para isso é acrescentar 100ml de vinagre de vinho branco à água, junto com o sabão. A roupa não ficará perfumada, mas sim inodora.

#7: Procure ajuda profissional para casos mais graves

Se o odor da transpiração estiver se tornando inconveniente, fuja da automedicação. Consulte um dermatologista para orientar o tratamento.

P.S.: Ter uma amiga sincera nessas horas também pode ajudar. Ser uma amiga sincera também. Lembre-se: ninguém está livre de passar por isso um dia.

The following two tabs change content below.
41 anos, mãe do Marcello #aos20 e do Lucca #aos12. Pedagoga por formação, educadora por vocação, empreendedora por opção e uma eterna apaixonada por toda forma de desenvolvimento humano. A paixão pelo mundo fitness surgiu depois de uma depressão e hoje, o estilo de vida saudável contagia sua vida na família, nos negócios e por onde vai. Não cozinha, não gosta das atividades “do lar”, mas vive a rotina da casa como qualquer outra “dona da casa” moderna que concilia mil e uma atividades e é feliz assim, sem culpa. Coach, mentora de pequenos negócios e autora do blog Lounge Empreendedor, não abre mão da academia todos os dias, seja as 5:00a.m. ou as 11:00p.m. No Facebook: LoungeEmpreendedor e no Instagram: @AninhaCoelho

Latest posts by Ana Maria Coelho (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *