Casa das Rosas apresenta a infância de Cartola na série Pequenos Sambistas

Trago hoje uma dica de livro infantil lindo para quem quer apresentar artistas brasileiros para os pequenos: Cartola.

Neste livro da Callis Editora, Edinha Diniz conta, de forma simples e fascinante, como foi a infância de Cartola, estrela de primeira grandeza do samba carioca que, junto com um grupo de amigos do morro, fundou a Estação Primeira de Mangueira, grande escola de samba do Rio de Janeiro.

Neste livro, Edinha Diniz nos conta, de forma simples e fascinante, como foi a infância de Cartola, estrela de primeira grandeza do samba carioca que, junto com um grupo de amigos do morro, fundou a Estação Primeira de Mangueia, grande escola de samba do Rio de Janeiro.

Edinha Diniz é pós-graduada em ciências humanas e atua na área da cultura, literatura e música popular como autora, pesquisadora, palestrante, consultora e coordenadora de pesquisas e projetos. É responsável pela redescoberta da compositora e maestrina Chiquinha Gonzaga, cuja pesquisa resultou em ensaio biográfico, discos, peças de teatro, enredos de escolas de samba e de agremiações carnavalescas, documentários, minissérie televisiva, além de versões para o público infanto-juvenil. Também para este leitor, publicou biografias de Machado de Assis, Jorge Amado, Zélia Gattai e Cartola.

O ilustrador Angelo Bonito tem papel fundamental na história e também parece ser o elemento unitivo da coleção, que tem títulos lindos, dá uma olhada:

 

Quer ouvir essa história com música? Olha a dica:

Casa das Rosas apresenta contação de história sobre a infância de Cartola Atividade infantil e gratuita mistura elementos da infância do compositor brasileiro e contos tradicionais

A trajetória de um dos maiores compositores de samba, da Mangueira e da música brasileira, Angenor de Oliveira, o Cartola, será apresentado para as crianças na contação de história Pequenos Sambistas, na Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis. A atividade será no dia 10 de setembro, domingo, às 15h00.
O projeto apresenta quatro contos inspirados na vida de grandes sambistas com uma pitada de ficção, de autoria do ator e músico, Cristiano Gouveia. As histórias tratam da infância dos personagens brasileiros dentro de contos tradicionais. A atividade na Casa das Rosas irá contar a história O Menino Angenor.
A Casa das Rosas integra a Rede de Museus-Casa Literários da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis.

Serviço:
Contação de História | Pequenos Sambistas
Por Cristiano Gouveia
Domingo, 10 de setembro, às 15h00

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura
Avenida Paulista, 37 – próximo à estação Brigadeiro do metrô.
Funcionamento: de terça a sábado, das 10h00 às 22h00. Domingos e feriados, das 10h00 às 18h00.
Convênio com o estacionamento Parkimetro: Alameda Santos, 74 (exceto domingos e feriados).
Telefone: (11) 3285-6986 | (11) 3288-9447 | www.casadasrosas.org.br

 


A instituição integra a Rede de Museus-Casa Literários da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciado pela Poiesis. Os casarões conservam a memória de dois grandes modernistas: Guilherme de Almeida (1890 – 1969) e Mário de Andrade (1893 – 1945); e do poeta concretista Haroldo de Campos (1929 – 2003). Além das visitações gratuitas, eles oferecem uma série de atividades culturais.
A Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos é um museu dedicado à poesia, à literatura, à cultura e à preservação do acervo bibliográfico do poeta paulistano Haroldo de Campos, um dos criadores do movimento da poesia concreta, na década de 1950. Localizada em uma das avenidas mais importantes da cidade de São Paulo – Avenida Paulista – o espaço realiza intensa programação de atividades gratuitas, como oficinas de criação e crítica literárias, palestras, ciclos de debates, exposições, apresentações literárias e musicais, saraus, lançamentos de livros, performances e apresentações teatrais, entre outros.

A POIESIS – Organização Social de Cultura é uma organização não governamental que desenvolve e gere programas e projetos, pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *