Meus 30 minutos todo dia: como a caminhada tem me feito bem para o corpo e a alma

Eu nunca fui atleta. Já quis, fiz academia muitas vezes e até gosto, mas esporte eu nunca pratiquei. Por outro lado, tem uma coisa que adoro: andar.

E daí, depois de uma entrevista que fiz com o Dr Victor Matsudo, médico ortopedista criador do movimento Agita SP, que me ensinou que toda atividade conta e entra na contabilidade dos 30 minutos de atividade física que temos que fazer todo dia, eu me aceito e desacelerei meu estresse de não ser atleta.

Você sabia?

Dá para eliminar até 150 calorias ao sair pra dar uma voltinha de 30 minutos no quarteirão.

É que o corpo em movimento eleva a temperatura interna e acelera o metabolismo.

A caminhada faz outras coisas boas. A gente fica liberado para pensar, ideias surgem e outras vão embora. Dizem que caminhar tem efeito calmante e isso vale tanto para quem gosta de andar no parque quanto pela cidade.

Eu caminho nas ruas do meu bairro, pois pegar o carro para ir a um parque ou esperar aquela ida para praia para ser feliz não dá, né? Sou dessas que vive dentro do possível.

E isso me faz bem!

Meia hora da atividade já é suficiente para ativar os sensores de prazer localizados no cérebro e fazer com que o corpo comece a liberar uma série de hormônios, como a serotonina e a endorfina.

Para mim, este bem-estar é complementado por um sono bom. Eu saio para caminhar no começo da noite, com o ar fresco e o trânsito da região já mais tranquilo. O esforço ajuda meu corpo a se preparar melhor para entrar em repouso durante a noite.

(e olha, eu sou uma pessoa com insônia de décadas!)

E agora já estou me preparando para começar a correr. Eu e Aline estamos planejando iniciar nossas corridinhas no começo do mês que vem! Torçam por nós!

Li num artigo da Daniela Bernardi que as caminhadas firmes têm benefícios para quem quer começar a correr:

1. Preparo das articulações

“A caminhada funciona muito bem para quem está acima do peso ou tem alguma restrição, já que ela não sobrecarrega tanto as articulações”, explica Rodrigo Xavier, treinador da RX Assessoria Esportiva, de Campinas (SP). Aos poucos, você vai adicionando à planilha períodos de trote, por exemplo: 30 segundos de corrida + 1 minuto andando.

“Priorize o volume do exercício, e não a intensidade.”

2. Menos peso

Andar também emagrece, mas para isso, é preciso caminhar pelo menos cinco vezes por semana em ritmo de moderado a forte, afirma Bruno Gualano, professor da Escola de Educação Física e Esporte da USP.

E dá para dividir as sessões ao longo do dia: o trajeto para o trabalho, uma volta na quadra na hora do almoço…  Tudo desde que a intensidade seja mantida!

3. Corpo mais saudável

Diversos estudos já comprovaram que caminhar ajuda a controlar a hipertensão, favorece o bom humor, melhora a densidade dos ossos e fortalece o coração. “Por aumentar a sensibilidade à insulina, esse tipo de exercício previne o desenvolvimento de diabetes do tipo 2 e até reduz a necessidade de medicamentos no caso de pacientes com a doença”, diz a médica do esporte Flávia Meyer, professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

 

(Photo by Redd Angelo on Unsplash)

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *