Quando um chocolate não basta – um manual de sobrevivência para mães

Pensem num livro gostoso? Essa é a melhor descrição para “Quando um chocolate não basta – um manual de sobrevivência para mães“, escrito por Michelle Medlock Adams e publicado pela Geográfica Editora.

Devorei-o em dias, prazeirosos, devo dizer, pois o livro tem perfume de chocolate!

🍫

Avaliem!!!!

Há receitinhas em alguns capítulos, mas o principal são as dicas ao mesmo tempo simples e profundas para situações que vivenciamos como mães. É um livro cristão, mas pessoas de outras religiões vão gostar e se identificar também.

🙏🏻 Degustem um pouco:

“Ser mãe é algo como preparar a sobremesa de chocolate perfeita: uma mistura de substâncias e aromas, onde doce e amargo se juntam para, com uma pitadinha de sal, realçar os sabores. Alguns dias são compostos por cupcakes e festinhas, enquanto outros têm o gosto de uma barra de chocolate amargo à noite, depois que as crianças foram para a cama.”

🍩
Todos os dias, as mães tentam fazer o certo, dizer as coisas apropriadas, tomar as melhores decisões – em suma, tentam ser a mãe perfeita. Porém isso nem sempre acontece – e, na verdade, não há qualquer problema nisso. O melhor é o bastante, mesmo quando ele não é muito bom. Além disso, uma caneca de chocolate quente com biscoitinhos amanteigados é capaz, às vezes, de consertar até os piores erros.

☕️🍪

Daqueles livros que a gente lê com vontade, sem nem perceber já acabou e ficamos querendo dar de presente para TODAS as mães da família e para as amigas mais chegadas!

Inclusive, fica a dica de presente certeiro para este Natal!

 

Tem sido prazeirosa a parceria com a Geográfica, uma editora cristã, tradicional, porém inovadora no seu empenho em atuar com agilidade no e-commerce. Saiba mais na fanpage e loja.
Já indicamos aqui outro livro deles, lembram-se?

HQ “Bíblia em ação” com desenhos de Sérgio Cariello (da Marvel e DC Comics)

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *