Trilha com crianças: Pista Cláudio Coutinho e Morro da Urca

Nesta semana convidamos alguns amigos para fazer uma trilha que eu amo de paixão, a subida do Morro da Urca, a partir da Pista Cláudio Coutinho.

A Pista Cláudio Coutinho é conhecida também como Caminho do Bem-te-Vi ou Estrada do Costão e localiza-se na Praia Vermelha, no bairro da Urca, na cidade e estado do Rio de Janeiro. Lembram da música do Tim Maia?

“Do leme ao Pontal Não há nada igual…no mundo Do leme ao Pontal Do leme ao Pontal Não há nada igual (3x) Sem contar com Calabouço, Flamengo Botafogo Urca, Praia Vermelha”

Gosto de lembrar dela quando penso nas maravilhas do território carioca que nos estimula a curtir a natureza e aproveitar o que temos a disposição, de graça e tamanha beleza.

Mas, voltando à pista Claudio Coutinho, o seu nome é uma homenagem ao ex-treinador da Seleção Brasileira de Futebol Cláudio Coutinho, antigo formando da Escola de Educação Física do Exército. 😉

A pista, utilizada por desportistas, corredores e também por turistas, integra o Monumento Natural dos Morros do Pão de Açúcar e da Urca. Ali é proibida a sua utilização como ciclovia, assim como a entrada de animais domésticos. Porém, para a sorte de muitos, a pesca 🎣 é autorizada, nas rochas do seu entorno.

Se vocês também querem explora-la, além de um visual lindo e agradável com mar à direita e costão à esquerda, muitos pássaros (de variadas espécies) e saguis serelepes dando o ar da graça, vocês vão aliar a caminhada às opções de subir o Morro da Urca – como nós fizemos – por uma trilha simples e bem sinalizada (com degraus e pontes em alguns trechos) ou escalar (com equipamentos específicos) a face rochosa do Pão de Açúcar (até a mata, no final do trecho).

Após a caminhada até a base do Morro da Urca, neste trecho em que as crianças acompanham numa boa, é hora de fotografias, lanches e descanso, de preferência nas muitas espreguiçadeiras à disposição. Para descer, podem voltar pela trilha ou descer de bondinho, sendo o trecho R$25,00 para adultos e R$12,50 para crianças acima de 5 anos. Menores que isso não pagam.

Algumas dicas que já mencionei em outras postagens e que devem ser reforçadas:

💧 Levar água mineral;

☀️ Protetor solar para rosto e corpo;

🎯 Repelente e anti-séptico para os “ralados” das crianças;

🕶 Oculos de sol e/ou boné;

🍌🧀🥖 lanches fáceis ou snacks tipo barrinha de cereal.

E na minha mochila 🎒 não falta também um casaco corta-vento (leve e bem dobrável) porque qualquer passeio que inclua pôr do sol e altura, terá vento e frio na descida. Se a trilha tiver muita mata fechada, lembre do repelente que pode ser passado antes para não pesar na mochila. Um saco de lixo bem dobradinho é sempre útil. Sempre tragam seus lixos de volta, a mata agradece!

E no final, apreciem a vista.

 

The following two tabs change content below.
Paranaense de coração, vivendo há 10 anos na conexão Rio/Niterói. Sou Relações Públicas, especialista em gestão de pessoas. Abraço a maternidade em tempo integral na minha jornada como mãe do @guri_feliz #aos9 e do @guri_valente #aos4. Fotógrafa nas horas livres e paparazzi dos filhos, também amo cinema, sou muito fã da cultura pop, quadrinhos e seriados de TV. Com Caio e Vicente inventamos muito #lazercomfilhos e artes de um modo geral! E se sobra tempo, a gente se joga nas viagens...

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *