Treinamento funcional é pra você?

Já faz algum tempo que uma nova palavra tem tomado conta das academias como uma bomba, jogada pela indústria do fitness. Já muito praticado em outros países, no Brasil o treinamento funcional vem ganhando milhares de adeptos e atualmente, está sendo considerado como um dos melhores métodos de treinamento para se chegar à qualidade muscular, pois possibilita centenas de exercícios que desenvolvem força, flexibilidade, equilíbrio, estabilidade do core (o centro de força do corpo que inclui os músculos do abdômen, dos quadris e da região lombar) e mobilidade, utilizando poucos materiais.

Mas o que é exatamente o treinamento funcional e por que ele está sendo tão procurado? 

Todo movimento que melhora a sua condição para executar uma determinada tarefa é um movimento funcional. O treinamento funcional deve respeitar e ser prescrito, levando em consideração os movimentos naturais que o corpo foi projetado, como: agachar, empurrar, girar, pular e correr. Se utilizar esses exercícios em seus treinamentos e combinar com suas variações, você estará em um treinamento funcional.

Eu gosto muito, pois fujo dos aparelhos estáticos e considero um método bem mais dinâmico que os treinos convencionais. O único inconveniente na academia que frequento é que preciso estar lá no horário marcado, mas se você escolher um box com horário livre ou optar por um personal, não terá esse problema. Outra coisa que considero bem legal é que no treino funcional podemos mesclar diferentes capacidades físicas em um único exercício. Termino o treino exausta, mas com a certeza de ter trocado o foco de um grupo muscular isolado para todo o corpo já que os movimentos trabalham a força muscular, a flexibilidade, o sistema cardiorrespiratório, a coordenação motora e o equilíbrio.

//platform.instagram.com/en_US/embeds.js

Quem pode fazer?

Além de fatores como idade e sexo, a prática do treinamento funcional tem muito a ver com o histórico de cada praticante. Pessoas que, ao longo da vida, praticaram diversas modalidades esportivas e atividades físicas, certamente se adaptarão melhor a este tipo de treinamento. Mas se você está começando ou se vem de uma vida sedentárias de muitos anos, esse método não é um dos mais indicados devido à complexidade envolvida. O ideal nesse caso é se preparar com exercícios mais simples, como a própria musculação, antes de se jogar no funcional por haver um risco maior para lesões.

Como é feito?

Nos movimentos executados, a carga de trabalho é exercida pelo próprio peso do corpo somado ao equilíbrio integrando todos os grupos musculares. No entanto, você também pode ser utilizar acessórios e até alguns equipamentos específicos que já existem no mercado. Entre os principais acessórios estão a corda, a bola suíça, o cinto de tração, a medicine bol, o bosu, o mini trampolim, os kettlebells, as barras, os halteres e os cones.

Quais são os benefícios?

Além da tonificação muscular, o treinamento funcional implica numa maior complexidade do movimento e no envolvimento de várias capacidades físicas. Isso faz com que o nosso corpo tenha um gasto energético muito maior, além de trazer grandes contribuições, como a melhora da flexibilidade, o emagrecimento, a otimização da coordenação motora, o ganho de equilíbrio e o condicionamento cardiorrespiratório. Isso tudo além de motivação, da elevada autoestima e daquele corpo suado no final do treino com a sensação de dever cumprido.

Não é à toa que essa tem sido a escolha dos super-heróis que estamos acostumadas a ver nas telas dos cinemas com a molecada na nossa rotina de #MãeComFilhos. Dá só uma olhada nesse vídeo que rolou na internet na última semana. E a mulher-maravilha está lá… Claaaaaaro…

Se você curtiu, saiba que hoje, existem muitos educadores físicos que tem sua formação voltada para exercícios funcionais. Procure algum que possa lhe atender, peça que lhe mostre alguns exercícios funcionais e suas variações e experimente. Com um bom treinamento seu corpo irá desenvolver e se adaptar aos novos estímulos, melhorando sua saúde e ganhando uma qualidade muscular.

Lembre-se que o segredo para não somente iniciar, mas se manter na prática esportiva, é se dar bem com o tipo de exercício, treino ou modalidade que você escolher. Manter-se sempre em movimento é a meta! Até a próxima com mais dicas 😉

The following two tabs change content below.
41 anos, mãe do Marcello #aos20 e do Lucca #aos12. Pedagoga por formação, educadora por vocação, empreendedora por opção e uma eterna apaixonada por toda forma de desenvolvimento humano. A paixão pelo mundo fitness surgiu depois de uma depressão e hoje, o estilo de vida saudável contagia sua vida na família, nos negócios e por onde vai. Não cozinha, não gosta das atividades “do lar”, mas vive a rotina da casa como qualquer outra “dona da casa” moderna que concilia mil e uma atividades e é feliz assim, sem culpa. Coach, mentora de pequenos negócios e autora do blog Lounge Empreendedor, não abre mão da academia todos os dias, seja as 5:00a.m. ou as 11:00p.m. No Facebook: LoungeEmpreendedor e no Instagram: @AninhaCoelho

Latest posts by Ana Maria Coelho (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *