#AmamenteNaCidade

Amamentando o Gui no Parque na Independência, durante uma caminhada.                                                     #AmamenteNaCidade

Como é/foi sua história de amamentação? Que tropeços você encontrou pelo caminho? E quem te deu a mão nessa jornada? E o seu coração, como “conversou” com esta empreitada doida?

Eu sempre penso que amamentar foi uma das coisas mais difíceis  que fiz na vida. Até que a coisa engrenou, foi tenso em ambas as vezes e por razões bem diferentes.

Na semana que vem, de 01 a 07 de agosto, estaremos celebrando a Semana Mundial de Aleitamento Materno 2017, que vem com um tema lindo este ano: “Amamentar. Ninguém pode fazer por você. Todos podem fazer junto com você!”

São muitos os percalços que encontramos pelo caminho. Falta de informação, de apoio, de acolhimento. E quando tudo engrena, é bem provável que em algum momento você já topou com situações em que alguém olhou estranho ou até mesmo te abordou pra dizer que você deveria amamentar seu bebê em outro lugar. Ou que não deveria fazer isso ali, enfim. De alguma forma, parece que nem todo mundo consegue olhar com amor pra uma cena tão linda que é uma mãe se relacionando desta forma com o seu bebê (já não bastasse todas as dificuldades encontradas no puerpério, não é mesmo?) Minha história bizarra de amamentação foi num posto do INSS, onde todo mundo é preferencial precisando de algum auxílio, quando minha filha tinha menos de um mês de vida (não é melhor você cobrir o bebê? Oi?)

Eu estarei, junto com nosso time de mães aqui no Blog e com minha equipe na @LumosCultural, celebrando a #SMAM2017. De 01 a 05/08, teremos na Lumos uma programação bem bacana, vale conferir. E na semana passada foi lançada uma campanha linda, #AmamenteNaCidade. Se você clicar na hashtag, vai ver mãe de todo tipo, em tudo o que é lugar, mostrando ao mundo que amamentar é natural. E é lindo, é saudável e faz parte de nós, de nossos entornos e de todos os lugares no mundo.

Na quarta tem Grupo de “Powerperio” especial (o grupo que eu medio junto com a Dani Leal) e no sábado terá um evento especial na Praça Rotary, como nos contou a Caru Cintra, responsável por Projetos Especiais da Lumos: “Durante os dias 01 a 04 de Agosto, teremos no espaço da Lumos, alguns encontros, workshops e bate-papos abordando vários temas dentro do universo amamentação, com profissionais gabaritados no assunto. E no sábado, dia 05/08, faremos um grande evento em uma praça da cidade com várias atividades como mamaço com plantão de amamentação, apresentação e aula de dança materna e slingada. A ideia central da nossa campanha é promover a amamentação livre e espontânea em qual lugar na cidade.”.

Segue a programação e fica o convite pra todo mundo participar. E na próxima terça tem post especial @maecomfilhos para celebrar a SMAM2017:

01/08 – Workshop sobre a amamentação e a volta ao trabalho 02/08 – Powerpério especial: o grupo de acolhimento como rede de apoio e empoderamento para amamentação. 02/08 – Bate-papo pré-natal com gestantes 03/08 – Grupo de Amamentação voltado para a rede de apoio 04/08 – Ambulatório de Amamentação gratuito 05/08 – Evento na Praca Rotary da Santa Cecília

A Lumos é um espaço para cultivar a saúde e a livre criação de novos horizontes pessoais, de convívio social e humano, com ênfase no puerpério e fica na Rua R. Antônio Alves Magan, 32 – Sumaré

Instagram: @lumoscultural Facebook: https://www.facebook.com/lumos.cultural/

 Crédito das ilustrações e informações da Campanha: Lumos Cultural.
The following two tabs change content below.
Nivia Gonçalves Masutti, Psicóloga, Psicoterapeuta Existencial, com experiência em Saúde Pública e Saúde Mental e em Recursos Humanos. Deixou o serviço público e mais tarde, a vida corporativa, ao perceber que, mesmo sendo apaixonada pela correria do trabalho, a maternidade é a sua melhor parte. Mãe de primeira e de segunda viagem, da Luiza e do Guilherme, depois de muitas rupturas e recomeços, encontrou na Psicologia da maternidade, um jeito novo de conciliar as coisas que mais ama: a Psicologia e os filhos. Apaixonada pelos processos de crescimento e transformação do ser humano e pela força dos grupos, atua hoje com atendimentos clínicos individuais, coordena um grupo de pós parto, o Grupo de "Powerpério", na Lumos Cultural, e ainda encontra energia para juntar na sua prática profissional outra paixão: fazer pães, usando o processo de fabricação dos mesmos como metáfora para explicar os caminhos de transformação pessoal.

Latest posts by Nivia Gonçalves (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *