O casamento é como um jardim: precisa de cuidados constantes

Li um texto de Billy Graham (um pregador batista dos EUA, conhecido por seus livros e famoso por ter sido conselheiro espiritual de vários presidentes americanos) que comparava o casamento a um jardim. Gostei e trago para cá porque nesta semana estamos ligados neste tema!

Você já teve um jardim? Se sim, você sabe que é preciso dar a ele uma atenção constante para que seja bem sucedido. A terra deve estar preparada, as sementes corretas devem ser plantadas e adubadas, as ervas daninhas precisam ser arrancadas (sem ferir as boas plantas), a necessidade de regar o solo repetida, o jardim precisa ser protegido das aves destrutivas e dos animais. E, eventualmente, seu trabalho duro será recompensado.

O casamento é um pouco como aquele jardim. Se for negligenciado (se “ervas daninhas” estiverem autorizados a florescer), se o marido ou a esposa começa a admitir isso ou é insensível às necessidades do cônjuge, o casamento estará em apuros. Passar tempo juntos, buscando entender as necessidades do outro, evitando a crítica e maledicência — esses e inúmeros outros atos de bondade irão fortalecer o casamento.

A coisa mais importante que qualquer casal pode fazer, no entanto, é construir seu casamento em Jesus Cristo. Eu sempre disse que um bom casamento envolve três pessoas: a esposa, o marido e Deus. Não importa o que o futuro nos reserva, comece se voltando a Jesus Cristo e pedindo a Ele que entre em sua vida. Deus ama você, e sua vida nunca mais 0808será a mesma com Cristo no seu centro.

A Bíblia diz: “Deus é amor. Todo aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus nele.” (1 João 4:16).

E por falar em Bíblia, é esse livro (mais do que os famosos de Graham) que indico para amigos que começam uma família. Antes da minha conversão, minha mãe me deu de presente um exemplar da Bíblia da Família e esta obra, que oferece recursos para fortalecer e aprofundar os laços familiares em 486 artigos que levam a assinatura de Jaime e Judith Kemp, me ajudou muito a entender de um jeito mais contemporâneo esses livros tão antigos.

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *