Vai ter matinê em casa? Faça uma máscara divertida!

Minha pequena chegou da escola, na sexta-feira, com uma máscara de Cinderela que ela mesma coloriu e decorou na escola. A brincadeira continuou em casa e eu lembrei de um passo a passo que recebera por e-mail com dicas para fazer máscaras em casa com as crianças.

Você vai precisar de:

  1. Papel Cartolina A3 (branco)
  2. Tesoura sem ponta
  3. Papel adesivo transparente
  4. Lápis
  5. Canetinhas Vai e Vem da Faber-Castell
  6. Elástico
  7. Estilete

 

Como fazer: 

  • Escolha um desenho bem simples com contornos fáceis de fazer. Faça o desenho com o lápis de acordo com o tamanho do rosto da criança.
  • Utilize a canetinha para deixar o desenho com cores bem intensas.

 

Após desenhar e colorir com a canetinha, utilize a tesoura ou o estilete para abrir os furos nos quais o elástico será amarrado e também no contorno dos olhos do desenho.

Recorte a cartolina seguindo o contorno do desenho. Se quiser, cubra a máscara com o papel adesivo para preservar a pintura.

  1. Agora é só medir o tamanho da cabeça da criança para cortar o elástico e amarrá-lo na máscara.

 

A dica veio com as canetinhas Vai e Vem da Faber-Castell, que minha caçula tem usado e adorado.

Foram três anos de estudos para se chegar à solução atual da canetinha. As pesquisas demonstraram que as crianças pequenas, em fase de alfabetização, não têm controle da pressão que poderiam colocar na canetinha enquanto colorem. Como consequência, o produto se desgasta rapidamente e elas se sentem frustradas por não conseguirem chegar ao resultado esperado.  Por isso, a Faber-Castell desenvolveu uma tecnologia com sistema de amortecimento que impede que a ponta estrague, protegendo-a contra impactos e garantindo maior durabilidade. Mesmo no caso de grande pressão na ponta, ela irá desaparecer momentaneamente para dentro do corpo da canetinha, porém voltará à posição inicial corretamente e sem danos.

“Sabemos que criar é um exercício constante e desenvolvemos a Canetinha Vai e Vem para que as crianças possam desenhar e colorir livremente, estimulando a criatividade sem limitações. Nossa tecnologia e design únicos já trouxeram diversos prêmios para o produto no Brasil e no exterior”, conta Eduardo Ruschel, Diretor de Marketing e Inovação da Faber-Castell.

A canetinha é atóxica e antiasfixiante, proporcionando mais segurança para os pequenos, além de ter tinta lavável na maioria dos tecidos, o que evita manchas no uniforme. A Faber-Castell também atendeu a outra preocupação dos pais ao desenvolver o produto: a identificação do material. As canetinhas têm um espaço especial para colocar os nomes dos pequenos, ajudando a evitar perdas ou trocas com os coleguinhas.

 

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *