A verdadeira função do esporte na escola

A prática regular de traz inúmeros benefícios para o corpo e para a mente. Mas durante a infância, a função do esporte na escola ganha uma importância ainda maior, pois também acaba ajudando no desenvolvimento e na formação social da criança e do adolescente.

Além de melhorar a , prevenir problemas e doenças e proporcionar diversão e bem-estar, a prática de esportes também faz os alunos desenvolverem outros aspectos, como o conhecimento dos seus potenciais e limites, o respeito ao próximo e o espírito de equipe.

O esporte na escola é uma ferramenta educacional que proporciona o desenvolvimento das crianças e adolescentes, capacitando os jovens a lidarem com suas necessidades, desejos e expectativas. Assim, em um âmbito de grupo, ajuda o indivíduo a aprimorar competências técnicas, sociais e comunicativas, aspectos fundamentais para o processo de desenvolvimento social de cada um.

As atividades devem incentivar as habilidades e o autoconhecimento dos alunos, proporcionando um ambiente de experimentações, mas que, ao mesmo tempo, crie obrigações, estimule a personalidade intelectual e física e ainda ofereçam chances de integração social. Com isso, o esporte na escola trabalha o desenvolvimento das individualidades, de formação para a cidadania e de orientação para a vida em uma sociedade com regras, limites e deveres.

Muitos projetos de esportes em locais de vulnerabilidade social ajudam a resgatar os jovens de situações de envolvimento com drogas e crime, mostrando outros caminhos e possibilidades. Com a atividade, crianças e adolescentes conseguem usar suas habilidades e descobrir potenciais, se concentrando em atividades que fazem bem.

Além dos benefícios para o desenvolvimento das crianças, a construção de cidadãos e a integração das pessoas na sociedade, o esporte na escola também melhora a saúde e cria hábitos importantes que devem ser levados para toda a vida.

A prática regular de atividades físicas na infância melhora a força muscular, a coordenação motora, o equilíbrio e a flexibilidade, contribuindo para evitar o sedentarismo, que atinge boa parte das crianças hoje em dia. Além disso, atividades esportivas também aumentam a capacidade cardiorrespiratória, trazendo benefícios para a saúde do coração e contribuindo para a diminuição do peso.

Ter uma infância ativa ainda diminui os riscos de problemas de saúde, como doenças cardíacas, hipertensão, colesterol, diabetes e obesidade, que já é considerada um problema de saúde pública. De acordo com dados do IBGE, o sobrepeso vem aumentando consideravelmente a cada ano, atingindo mais de 30% das crianças entre cinco e nove anos de idade, e cerca de 20% da população entre 10 e 19 anos.

(Com informações de Vivo Mais Saudável)

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *