5 tutoriais que vocês vão amar: origami de corações

O origami é a arte japonesa de dobrar o papel, criando representações de determinados seres, símbolos ou objetos de seu interesse através de dobras geométricas de uma peça de papel, sem cortá-la ou colá-la. Muita gente é apaixonada por essa técnica que exige paciência e minúcia, justamente pela delicadeza que suas partes exigem. Eu mesma, sou muito fã. Acho um primor poder presentear alguém com um presente acompanhado de um origami.

A técnica de fazer origamis usa apenas um pequeno número de dobras diferentes, que, no entanto, podem ser combinadas de diversas maneiras, para formar desenhos complexos. Geralmente, dá-se início a partir de um pedaço de papel quadrado, cujas faces podem ser de cores lisas ou com estampas diferentes, prosseguindo-se sem cortar o papel.

De acordo com uma pesquisa que fiz a pouco na internet, com crédito para Wikipedia, durante muitos séculos não houveram instruções para se criarem os modelos de origami, pois este ensinamento era transmitido verbalmente, de geração em geração. Esta forma de arte viria a tornar-se parte da herança cultural dos japoneses. No ano de 1797, foi publicado um livro (Hiden Senbazuru Orikata) contendo o primeiro conjunto de instruções de origami destinado a dobradura de um pássaro sagrado da Índia. O origami tornou-se uma forma de arte muito popular, conforme indica uma impressão em madeira de 1819 intitulada “Um mágico transforma folhas em pássaros”, que mostra pássaros a serem criados a partir de folhas de papel. E ainda num contexto histórico, data de 1845 o ano em que uma segunda publicação (Kan no mado) foi divulgada, incluindo uma coleção de aproximadamente 150 modelos de origamis. Este livro introduzia o modelo do sapo, cuja dobradura é muito conhecida hoje em dia. Com esta publicação, o origami espalhou-se como atividade recreativa no Japão. De lá para os dias atuais muitas intervenções surgiram, incluindo o uso das dobraduras como atividade educacional na pré-escola, através de Friedrich Fröbel, fundador do Movimento Kindergarten.

Enfim, não seriam apenas os Japoneses a dobrar o papel, mas também os Mouros, no norte da África, que trouxeram a dobragem do papel para a Espanha, ainda no século VIII. Os mouros usavam a dobragem de papel para criar figuras geométricas, uma vez que a religião proibia-os de criar formas animais. Da Espanha, espalhou-se por toda a América do Sul e mais tarde, através das rotas comerciais terrestres, o origami foi difundido na Europa (vide o alemão citado acima) e, mais tarde, nos Estados Unidos.

Enfim, afora o contexto histórico e cultural, o que sabemos é que origamis traduzem beleza e sutileza, por isso vamos valorizá-los e em homenagem ao Dia Mundial do Coração celebrado ontem, compartilho com vocês 5 vídeos tutoriais de como criar lindos corações…

*

*

*

*

 

The following two tabs change content below.
Paranaense de coração, vivendo há 10 anos na conexão Rio/Niterói. Sou Relações Públicas, especialista em gestão de pessoas. Abraço a maternidade em tempo integral na minha jornada como mãe do @guri_feliz #aos9 e do @guri_valente #aos4. Fotógrafa nas horas livres e paparazzi dos filhos, também amo cinema, sou muito fã da cultura pop, quadrinhos e seriados de TV. Com Caio e Vicente inventamos muito #lazercomfilhos e artes de um modo geral! E se sobra tempo, a gente se joga nas viagens...

Latest posts by Tiffany Stica (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *