Seu filho come couve? Deveria!

Acabei de servir o almoço e tem feijão e couve, itens que estão entre os favoritos aqui em casa. As crianças gostam e a caçula come tanto que preciso oferecer moderadamente!

São fontes de ferro, mas precisam de ajuda para que o organismo absorva, sabiam?

No caso do ferro encontrado em vegetais, é necessário combinar a ingestão de feijão, lentilha, espinafre e couve com o consumo de uma fonte de vitamina C, essencial para que o organismo absorva o ferro da alimentação. 

“Não é necessário muito. Se a pessoa come um bom prato de arroz, feijão, salada e carne e o acompanha com um copo de suco de laranja, abacaxi, limão ou acerola, já está com as cotas garantidas. Mas um alerta: é preciso comer o alimento propriamente dito para conseguir os benefícios do ferro. O caldo de feijão, por exemplo, tem nada de ferro. Todo o nutriente está no grão, então é preciso comê-lo para obter os benefícios.” Priscila Dabaghi, coordenadora do curso de Nutrição da Universidade Tuiuti do Paraná (UTP). 

E aqui vale uma declaração de amor à couve.

A couve é chamada de bife vegetal pelo seu poder de nutrição e é uma queridinha dos vegetarianos porque, se comparada  com outras verduras, está num patamar muito superior quando o tema são proteínas. 

Uma folha de couve possui mais ferro que um bife, e mais cálcio que o leite. 

Outra vantagem: a grande riqueza em fibra, que é um macronutriente (leia-se que é uma necessidade diária do corpo humano). 

E aqui entra um ponto positivo o para as mulheres, que costumam ter o intestino tendendo a preso. 

A quantidade insuficiente de fibras é uma das principais causas de desordens no aparato digestivo. Alimentos ricos em proteína animal, como a carne, possuem pouca, ou quase nenhuma fibra. Já uma porção média de couve garante 5% da ingestão diária recomendada. 

Só não vale juntar feijão, laranja descascada e couve para “jacar” com muita feijoada tá!

😜😂😆😅 

😘 @samegui (mãe de Enzo #aos16, do Giorgio #aos13 e Manu #aos3) 

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Cristã, jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela, casada com Guilherme. Paranaense que caiu de amores pela Mooca em 2005. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *