Por que os primeiros mil dias são tão importantes?

Há alguns dias, estivemos no lançamento do portal sobre os primeiros 1000 dias de vida.

O objetivo é levar conteúdo baseado em estudos científicos de forma rápida, leve e educativa à população em geral para que mais pessoas se conscientizem sobre a importância deste período, que vai da concepção até o segundo ano de idade, e que pode influenciar a saúde de crianças por toda a sua vida.

Na abertura, além da apresentação das instituições focadas na primeira infância que reuniram esforços e o conhecimento de cada uma delas para criação de um ambiente virtual no qual mães, pais e cuidadores tenham acesso a um conteúdo leve e útil para a saúde dos bebês, Dra Ana Escobar palestrou sobre as descobertas científicas que criaram uma cultura acerca dos primeiros mil dias de vida, contados desde a concepção.

A pediatra, famosa por sua participação na TV, mas conceituada como professora universitária, explicou estudos da época da Segunda Guerra Mundial que mostraram resultados da fome fetal da famosa Fome Holandesa, do cerco nazista à região no período. As crianças nasciam com baixo peso por conta da má nutrição da mãe, mas se tornaram adultos com problemas decorrentes da obesidade.
Como isso acontecia? 

É como se o bebê recebesse uma previsão do tempo que diz que “lá fora há restrição”. Estudos de fisiologia que explicam patologias como a síndrome metabólica e como várias doenças do adulto podem ter sido determinadas pelo ambiente intrauterino. 

Os hábitos da pessoa, a genética, o ambiente onde vive, tudo tem importância.

O tipo de gordura ingerida também altera a estrutura das células e afeta a saúde. 

E aqui vale o reforço de que o leite materno é o alimento mais importante para os bebês.

Por que os primeiros mil dias são tão importantes?

Os primeiros 1000 dias compreendem os 270 dias de gravidez, os 365 dias do primeiro ano até os 365 dias do segundo ano de vida. 

Esse é o período no qual o corpo humano mais se desenvolve. 

É nessa fase também que, por exemplo, a amamentação contínua pode influenciar positivamente a saúde da criança.

Felizmente nós do Mãe com filhos tivemos excelentes médicos que nos alertaram para esses cuidados e tivemos também acompanhamento nutricional no pré-natal e no pós-parto. 

Mas conversando com outros pais, percebemos que poucas famílias compreendem o alcance de suas escolhas alimentares nesta fase. Por isto gostamos de saber de iniciativas aglutinadora como essa plataforma, que reúne  Danone Early Life Nutrition,  Fundação José Luiz Egydio Setúbal, Instituto Pensi, Hospital Infantil Sabará, Instituto da Primeira Infância – IPREDE, Associação Brasileira de Nutrologia – ABRAN, Centro de Recuperação e Educação Nutricional – CREN, Instituto Zero a Seis e Cruz Azul Saúde e Educação.

O portal aborda as três fases dos primeiros 1000 dias – gravidez, primeiro ano e segundo ano.

Há dicas sobre alimentação, melhores hábitos, curiosidades sobre o período, entre outros, no primeiros1000dias.com.br.

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Paranaense, Jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela. Mooquense de coração. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *