Frases para acalmar instantaneamente seu filho enfurecido

Há tempos gosto muito do conteúdo de Rosely Sayão e descobri que na fanpage ela indica conteúdos muito interessantes.

Desta vez vi este update:

E não resisti, tinha que trazer para cá algumas frases para acalmar instantaneamente seu filho enfurecido. Pelo menos aquelas com as quais eu concordo, né?

  • A ideia do texto, de Erika Strassburger, é ótima: inspirar a gente a pensar no que dizer em substituição às frases que você normalmente diria num momento de raiva.
  • 1. “Vejo que está chateado. Conte-me o que está acontecendo.”

    Em vez de “Pare de reclamar!”.

  • 2. “Vamos sair daqui para conversarmos a sós. Você poderá se abrir comigo.”

    Em vez de “Você fica me envergonhando em público! Não está vendo todo mundo olhando?”.

  • 3. “Eu te amo!”

    Em lugar de várias outras frases que possam aparentar que você sente raiva do seu filho, como “Estou cansada de você!” ou “Não aguento mais essa sua cara de bravo!”.

  • 4. “Não há problema em ficar zangado. Às vezes eu também fico. Sente-se aqui.”

    Em vez de gritar com ele, insinuando que ele não tem o direito de ficar bravo, e mandá-lo para o quarto.

  • 5. “Eu posso ajudá-lo.” (quando ele estiver nervoso por não conseguir completar uma tarefa)

    Em vez de “O problema é seu!”.

  • 6. “Que tal comer alguma coisa/deitar um pouco. É possível que você esteja irritado porque está com fome/sono.”

    Em vez tachá-lo de chato ou irritante.

  • 7. “Eu estarei aqui para quando você estiver pronto para conversar.” (quando seu filho estiver muito irritado e preferir se trancar no quarto)

    Em vez de “Abra essa porta! Vamos resolver isso agora mesmo!”.

  • 8. “Eu sei como você se sente.”

    Em vez de menosprezar seus sentimentos.

  • 9. “Não há problema em não ter conseguido hoje. Haverá outras oportunidades para você tentar de novo.” (quando ele perder um jogo importante ou não passar no vestibular, entre outros.)

    Em vez de “Você deveria ter se esforçado mais!”.

  • 10. “Tenho certeza de que encontraremos uma saída mais tarde!”

    Em vez de “Tá vendo! Eu te avisei!”

  • 11. “Que tal começarmos tudo de novo?”

    Em vez de: “Não adianta continuar tentando, não vai dar certo!”

  • 12. “E se fizéssemos isso, em vez de…” (algo que ele esteja tentando, mas que, visivelmente, não dará certo)

    Ofereça outra opção, em vez de apenas recriminá-lo por continuar insistindo.

  • 13. “Você é tão importante para mim. Não gosto de vê-lo assim!”

    Em vez de qualquer outra frase recriminatória.

  • 14. “Deixe-me explicar novamente… Agora que eu já expliquei, poderia repetir? Quero ver se você entendeu.”

    Em vez de: “Quantas vezes vou ter que repetir isso? Por que tanta dificuldade para entender?”

A melhor frase para mim ainda é:

Vem cá me dar um abraço.

The following two tabs change content below.

Sam Shiraishi

Paranaense, Jornalista, mãe de Enzo, Giorgio e Manuela. Mooquense de coração. Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena.

Latest posts by Sam Shiraishi (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *