Pedidos sinceros #aos5

3 de novembro, aniversário do #mininerd
Depois de um dia de festa e farra sem limites, Daniel Akira, que acabou de completar seus 5 anos, me pediu, na saída do banho:
Daniel: Mamãe, posso ter uma biblioteca no meu quarto?
Eu: (susto/orgulhinho) Claro que pode, filho! Mas acho que só vai ter espaço pra uma biblioteca no seu quarto depois que vc crescer um pouco mais e doar parte dos seus brinquedos. 
Daniel: Eba! Eu vou adorar ter um montão de livros!
Eu: E sabe qual é a melhor parte? Eu tenho um monte de livros que logo logo vc poderá ler e te darei todos pra que a sua biblioteca fique enorme!
Ele me abraçou muito apertado e me agradeceu muito pelos livros que ainda não tem e nem ganhou <3 
Dos meus livros que serão a herança dele?
• As obras infanto-juvenis de Neil Gaiman (e daí sou suspeitíssima pra citar pois tenho quase todas os títulos –“Coraline”, “Os Lobos Dentro das Paredes”, “Livro do Cemitério”, “Stardust”, “O Oceano no Fim do Caminho”, só para citar alguns)
Fora as coleções de ciência para crianças e livros pop-up (de clássicos como Julio Verne) que estou “colecionando” por antecipação. rs
Enfim, num momento em que a sociedade afirma que “ter” é mais importante que “ser”, um pedido como esse me enche de orgulho e me faz acreditar que estou ensinando as coisas que acho certas pro meu #mininerd ser ainda mais nerd que eu 😉
Toda essa euforia com livros me fez recordar a minha própria alfabetização e o livro mais fofo e desafiador que lembro de ter lido na época: “Sopa de Letrinhas”, de Teresa Noronha. Imaginem vcs, uma criança de quase 8 anos, aprendendo a ler e com um exemplar de 36 páginas! Lembro vagamente, mas acho que demorei uma semana inteirinha pra ler o livro todo! rs
E esse pedido tão simples e inusitado me fez perceber o quanto nossos hábitos influenciam nossas crianças desde sempre. 
Comentei com as outras mães do #maecomfilhos que sou uma maluca por livros (tenho pelo menos 10 na fila pra ler, sem previsão alguma de tempo livre pra zerar e já querendo mais), com uma estante que já não tem mais espaço pra receber novos exemplares.
Sempre que estou de folga ou tenho a chance de colocar meu pequeno para dormir, faço questão de ler um livro, escolhido por ele ou por mim. E é um momento tão nosso, tão bonito e simples de fazer acontecer que sempre queremos mais.
Entre os meus livros preferidos para ler a noite estão “Os Lobos Dentro das Paredes”, de Neil Gaiman (olha ele aqui já! rs) e “O Discurso do Urso”, de Julio Cortázar.
Dele, temos “Conte-Reconte”, na versão para garotos.
Encerro com esta frase ótima de Doctor Who:

E vc, já leu hoje pra uma criança? 🙂
Conte pra gente <3
The following two tabs change content below.

maecomfilhos

Latest posts by maecomfilhos (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *