As tartarugas marinhas do Projeto Tamar

De Procurando Nemo a Sammy, a aventura que veio do mar, qualquer adulto com crianças próximas (pra não limitar a simpatia aos pais e filhos) teve e/ou ainda tem grande carinho pelas tartarugas marinhas. E como ser diferente? Frágeis, delicadas, místicas e curiosas, são exemplares ímpares desses oceanos que há tanto desbravamos sem, na verdade, muita coisa conhecer. Elas têm suas “primas” tartarugas de águas doces, mas são as marinhas – talvez – as mais lembradas e por isso as que geram mais entusiasmo. 

Comecei falando da animação infantil “Procurando Nemo” pois dentre os personagens principais do filme, aqueles que meus filhos mais lembram e vibram (porque os pequenos vibram com seus heróis em momentos de cumplicidade e potencial vitória, já repararam?!) são justamente as tartarugas (Crush + Squirt) e não os peixes-palhaço ou a variedade de espécies do aquário. A leveza e o jeito surfista de ser “referenciando liberdade, esporte e flexibilidade” como lema de vida saudável estimulam nas crianças uma pré-disposição para essa cultura de vida leve. E cá entre nós, fugir do convencional divertindo-se é um tanto tentador, não é?! Enfim. Creio que parte daí e quem sabe da aparência frágil merecedora de cuidados, a atenção que as tartarugas marinhas despertam na maioria de nós.

Nessa linha de raciocínio, em meio às férias de inverno juntamos uma turma boa (com tios, primos e avós) para curtir as espécies do projeto Tamar, na sede de Ubatuba, SP.

Localizada entre o mar e as montanhas, Ubatuba fica no litoral norte de São Paulo, a 262km da capital. São 73 praias em 106km de litoral, alternadas por extensos costões rochosos. Mais do que pelo visual é muito pela variedade de fauna e flora, fortalecidas pela rica geomorfologia local, que Ubatuba foi a primeira base instalada pelo Tamar em área de alimentação das tartarugas marinhas no litoral brasileiro, desde 1991. É a única no Estado e uma das mais importantes, ao lado de Fernando de Noronha e Praia do Forte.

Por lá os visitantes encontram exemplares lindos, alguns de espécies em extinção, e recebem por meio de vídeos, banners informativos, maquetes e tanques/aquários alguns dados sobre a variedade, os cuidados, riscos e curiosidades na vida destes animais marinhos. As fotos são inevitáveis e a perplexidade também. Alguns animais ficam mais agitados e quase “acenam” batendo as nadadeiras para fora do tanque, outros mantém uma serenidade digna do recado “alheio a você”, ignorando a movimentação dos visitantes. Uma das características que certamente mais chama a atenção é a capacidade de submergir por horas sem voltar à superfície para respiro. É sabido que são seres pulmonados, mas podem colocar a cabeça pra fora d’água por exibicionismo ou respiro de acordo com a própria vontade, deixando-nos à espera, felizes ou frustrados.

O Tamar, com toda a sua proposta de pesquisa, interação com a pesca, resgate, educação ambiental e recuperação de espécies, integra-se à comunidade e encanta todas as idades. É a aula de biologia/ciências que todas as mães desejam, porque orienta e ensina na base do #lazercomfilhos 
Enfim, super recomendável. Ainda na sede de Ubatuba, está disponível o Museu Caiçara, um espaço cultural que visa resgatar e valorizar a cultura caiçara, referenciando hábitos e costumes de uma época que faz parte da formação do povo brasileiro.
Se vocês estiverem pensando em vir para a região, reservem até 1hora para essa visita. O coração agradece e as tartarugas também! Palavra dos primos de 2,3,7,12 e 15 anos e das mães #maecomfilhos Sam Shiraishi e Tiffany Stica 😉

Ingresso
Inteira: R$ 14,00
Meia (estudantes com carteirinha, menores de 12 anos): R$ 7,00
Passaporte família (para dois adultos e duas crianças): R$ 38,00
Gratuidade: maiores de 60 anos e crianças menores do que 1,20m de altura. 

Faça parte da nossa turma também!
Vem pro #maecomfilhos www.maecomfilhos.blog.br www.facebook.com/groups/maecomfilhoswww.instagram.com/maecomfilhos
Posted by Mães (e pais) com filhos 

The following two tabs change content below.

maecomfilhos

Latest posts by maecomfilhos (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *