Quando a gente ama a rosa só tem metade do perfume

Há alguns anos viajei sem a família para uma FLIP. Era um sonho antigo ir à Festa Literária de Paraty e confesso que quando uma colega de trabalho me convidou para irmos e dividirmos o quarto no hotel, nem pensei o quanto poderia ser uma viagem para família. 
Lá, por conta da Flipinha, tudo era criança. Morri a cada esquina pensando no que meus queridos não veriam e voltei dois dias antes, relembrando um ditado japonês que diz que “quando a gente ama a rosa só tem metade do perfume” – pois a outra metade a gente nem sente sonhando que o amado experimente também.
Essa experiência é sentida no amor romântico, mas tem um outro lado bem reforçado quando temos filhos. 
É daquelas coisas que só quem tem filhos entende e que mesmo que a gente tente explicar para os amigos sem filhos, não consegue, porque “só vivendo para saber”.
Depois dos filhos feriado em casa pode ser incrível e não há viagem que realmente compense a saudade, especialmente quando eles são pequenos.
🙂

“Um dia desse, quando a vida da gente tinha bem menos significado, quando a gente tinha mais tempo, quando a gente só se preocupava com o próximo destino…. Hoje a gente não consegue ir na esquina que dá saudade das crias.”
O @pai_das_marias disse tudo! 
#maecomfilhos  www.maecomfilhos.blog.br  www.facebook.com/maescomfilhos  www.instagram.com/maecomfilhos 
#paicomfilha #maecomfilhos
The following two tabs change content below.

maecomfilhos

Latest posts by maecomfilhos (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *