Leite materno pode reduzir em 19% o risco de leucemia infantil

Amamentar o bebê com leite materno pelo menos durante os seis primeiros meses pode reduzir o risco de leucemia infantil, aponta estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Haifa, em Israel.
Os resultados da análise feita por meio da revisão de pesquisas sobre o tema foram publicados nesta segunda-feira no Journal of the American Medical Association (Jama) Pediatrics.
A pesquisa indica que crianças amamentadas têm 19% menos risco de desenvolver leucemia, em comparação àquelas que foram alimentadas com leite em pó ou que consumiram leite materno por um período menor.
De acordo com Efrat Amitay e Lital Keinan-Boker, pesquisadores da Universidade de Haifa, os inúmeros benefícios potenciais de saúde preventiva do leite materno devem ser comunicados abertamente ao público em geral e não apenas às mães. Segundo eles, essa medida pode facilitar e tornar a amamentação mais aceita pela sociedade.
Leia mais sobre saúde e bem-estar
A pesquisa teve como base a revisão de 18 estudos já publicados e relacionados ao aleitamento e à leucemia — câncer mais comum na infância, correspondendo a cerca de 30% dos tipos de câncer pediátricos.
The following two tabs change content below.

maecomfilhos

Latest posts by maecomfilhos (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *