Tenha Coragem e Seja Gentil

Que menina nunca se viu, ainda que em tempos remotos, bailando num belo vestido com um belo príncipe, até à meia noite?

Aconteceu na semana passada a pré-estreia de “Cinderela” e eu estava lá, em nome do Blog, para prestigiar.

Cinderela sempre foi minha princesa favorita, mas nunca havia parado pra pensar no porquê, até ler este texto aqui, da Sam na Disney Babble.

Mas, vamos ao filme. Você pode ir ao cinema apenas para passar o tempo. Ou, você pode ir ao cinema viver uma experiência. No trailler é possível já ver a cena da Cinderela ouvindo a seguinte frase: “tenha coragem e seja gentil”.

Nesta semana estreia o filme live-action inspirado no clássico conto de fadas, Cinderela, que dá nova vida às eternas imagens da obra de arte de animação de 1950 da Disney com seus personagens reais em um espetáculo deslumbrante para uma geração inteiramente nova. Nossa colaboradora Nívia Gonçalves foi ver o filme antes da estreia, a convite da Disney, e contou suas impressões no post “Tenha Coragem e Seja Gentil” http://www.avidaquer.com.br/tenha-coragem-e-seja-gentil/ Resumo: A história de Cinderela segue a vida da jovem Ella (Lily James), cujo pai comerciante casa novamente depois que fica viúvo de sua mãe. Ansiosa para apoiar o adorado pai, Ella recebe bem a madrasta (Cate Blanchett) e suas filhas, Anastasia (Holliday Grainger) e Drisella (Sophie McShera), na casa da família. Mas quando o pai de Ella falece inesperadamente, ela se vê à mercê de uma nova família cruel e invejosa. Relegada à posição de empregada da família, a jovem sempre coberta de cinzas, que passou a ser chamada de Cinderela, bem que poderia ter começado a perder a esperança. Mas, apesar da crueldade a que fora submetida, Ella está determinada a honrar as palavras de sua falecida mãe e “ter coragem de ser gentil”. Ela não cederá ao desespero nem aos que a maltratam. E depois tem o belo estranho que ela conhece na floresta. Sem saber que, na verdade, trata-se de um príncipe, não um mero aprendiz do Palácio, Ella finalmente sente que encontrou uma boa alma. Parece que sua sorte está prestes a mudar quando o Palácio envia um convite aberto a todas as donzelas do reino para ir a um baile, aumentando as esperanças de Ella de encontrar novamente o encantador Kit (Richard Madden). Infelizmente, sua madrasta a proíbe de ir ao baile e, impiedosamente, rasga seu vestido. Mas, como em todo bom conto de fadas, surge ajuda, e uma gentil mendiga (Helena Bonham-Carter) aparece e – armada com uma abóbora e alguns ratinhos – muda a vida de Cinderela para sempre. Leia também meu texto na Disney Babble Brasil http://disneybabble.uol.com.br/br/rede-babble/comportamento/da-ficção-para-vida-real

O filme conta a história de Ella, uma bela moça que nasceu num lar cheio de amor e felicidade. Mas a tristeza chega ao seu lar e, bem, já conhecemos esta história, sua mãe morre, seu pai se casa com outra mulher que já tem duas filhas e depois morre também. E nossa bela moça passa a ser tratada como criada.

Mas ela dá um show de honestidade, honra, dignidade. O interessante de se ter a releitura de um clássico é promover uma reflexão, um novo olhar. Nossa Ella é doce como no desenho e ao mesmo tempo forte, determinada. Tem personalidade.

 

Saí da sessão ainda mais certa de que meu encanto com esta princesa é repleto de significado e traz um exemplo a ser seguido. E posso afirmar que todas nós, mulheres, temos um pouco dela, #eutbsoucinderela.

Ficaram curiosos?

“Tenha coragem, seja gentil” e corra pro cinema!

O filme estreia no dia 26 de março. Está chegando!

Resumo:

A história de Cinderela segue a vida da jovem Ella (Lily James), cujo pai comerciante casa novamente depois que fica viúvo de sua mãe. Ansiosa para apoiar o adorado pai, Ella recebe bem a madrasta (Cate Blanchett) e suas filhas, Anastasia (Holliday Grainger) e Drisella (Sophie McShera), na casa da família. Mas quando o pai de Ella falece inesperadamente, ela se vê à mercê de uma nova família cruel e invejosa. Relegada à posição de empregada da família, a jovem sempre coberta de cinzas, que passou a ser chamada de Cinderela, bem que poderia ter começado a perder a esperança. Mas, apesar da crueldade a que fora submetida, Ella está determinada a honrar as palavras de sua falecida mãe e “ter coragem de ser gentil”. Ela não cederá ao desespero nem aos que a maltratam. E depois tem o belo estranho que ela conhece na floresta. Sem saber que, na verdade, trata-se de um príncipe, não um mero aprendiz do Palácio, Ella finalmente sente que encontrou uma boa alma. Parece que sua sorte está prestes a mudar quando o Palácio envia um convite aberto a todas as donzelas do reino para ir a um baile, aumentando as esperanças de Ella de encontrar novamente o encantador Kit (Richard Madden). Infelizmente, sua madrasta a proíbe de ir ao baile e, impiedosamente, rasga seu vestido. Mas, como em todo bom conto de fadas, surge ajuda, e uma gentil mendiga (Helena Bonham-Carter) aparece e – armada com uma abóbora e alguns ratinhos – muda a vida de Cinderela para sempre.

The following two tabs change content below.
Nivia Gonçalves Masutti, Psicóloga, Psicoterapeuta Existencial, com experiência em Saúde Pública e Saúde Mental e em Recursos Humanos. Deixou o serviço público e mais tarde, a vida corporativa, ao perceber que, mesmo sendo apaixonada pela correria do trabalho, a maternidade é a sua melhor parte. Mãe de primeira e de segunda viagem, da Luiza e do Guilherme, depois de muitas rupturas e recomeços, encontrou na Psicologia da maternidade, um jeito novo de conciliar as coisas que mais ama: a Psicologia e os filhos. Apaixonada pelos processos de crescimento e transformação do ser humano e pela força dos grupos, atua hoje com atendimentos clínicos individuais, coordena um grupo de pós parto, o Grupo de "Powerpério", na Lumos Cultural, e ainda encontra energia para juntar na sua prática profissional outra paixão: fazer pães, usando o processo de fabricação dos mesmos como metáfora para explicar os caminhos de transformação pessoal.

Latest posts by Nivia Gonçalves (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *