Pais fazedores criam filhos fazedores!

O texto de Fabiano Cancela, que republico parcialmente a seguir, é inspirador:Características como a curiosidade, vontade de aprender e engenhosidade são sinais claros de que uma pessoa tem o fazer no sangue!

Ninguém nasce assim, entretanto. São nossas experiências ao longo da vida, dentre escola, amigos, família e trabalho, que nos dão as condições para explorar ideias. De desenvolver a curiosidade e o conhecimento. A forma como experimentamos o mundo, como nos relacionamos com os outros e com os objetos que nos cercam é que criam, ao longo do tempo, as condições para desenvolvermos uma mentalidade de fazedor.Ou seja: fazer não é um dom. Criatividade não é uma musa a quem se pode recorrer na necessidade. Tudo isto são habilidades que podem ser desenvolvidas com o esforço e apoio adequados. 

1 – Criar é mais satisfatório que consumir

O consumismo desprovido de crítica é uma fonte imensa de insatisfação. Pesquisas mostram que a felicidade que sentimos quando consumimos alguma coisa (seja uma roupa nova ou um capítulo da nossa série favorita) é irrevogavelmente passageira.Ou seja: voltamos ao nosso estágio de insatisfação anterior pouco tempo depois de experimentar o prazer do consumo. A solução para o consumista inveterado é consumir mais, perpetuando o ciclo vicioso.Além de custar caro para o planeta e para outros seres humanos, este hábito torna o consumista insatisfeito e sempre atrás de uma felicidade que não pode vir -por definição- de dentro dele, apenas de uma fonte externa.Ao criar, esta relação é invertida. A satisfação vem das nossas próprias capacidades e feitos. O senso de realização acompanha o processo de criação e, uma vez superado, deixa para trás não um vazio, mas o aprendizado e a confiança fortalecidos para o próximo projeto.

2 – Saber fazer gera independência e autonomia

Uma vez que dominamos uma determinada técnica ou habilidade, é como se estivéssemos colocando uma ferramenta a mais na caixa. É mais uma maneira de se explorar uma possibilidade ou atacar um problema.À medida em aprendemos a aplicar estes conhecimentos na prática (desde o preparo de uma refeição até escrever um programa em C++), nos tornamos senhores dos nossos destinos. Livres para fazer as coisas à nossa maneira. Deixamos de aceitar o mundo como nos é entregue, para criar a versão dele em que queremos viver.

3 – Fazedores são resolvedores de problemas por natureza

Platão já dizia: “a necessidade é a mãe da invenção.” Uma vez que possuímos a confiança para rejeitar uma determinada situação e a habilidade para lidar com ela de uma nova maneira é apenas natural que busquemos a solução daquilo.Alguém munido de olhar crítico e das habilidades para fazer algo a respeito das suas críticas é alguém que vai se encontrar, invariavelmente, resolvendo problemas.

4 – Por que a inovação é imprevisível

É do Steve Jobs uma das melhores explicações sobre a criatividade que eu já vi. Foi no seu famoso discurso em Stanford:“Você não pode conectar os pontos olhando para frente; só pode conectar os pontos olhando para trás. Então, precisa confiar que os pontos vão se conectar no seu futuro”.Quando ensinamos às nossas crianças, aos nossos filhos, alunos, sobrinhos, afilhados e primos alguma coisa, não podemos prever o que eles farão com aquele conhecimento. Precisamos confiar que, no futuro, eles vão saber o que fazer. Que ligarão os pontos e conseguirão, por si só, resolver os pequenos dilemas e grandes conflitos da sociedade.Que terão aprendido com os nossos acertos e erros e não aceitarão o mundo como lhes será entregue, mas farão dele o melhor que ele pode ser.Deixemos então que as crianças estraguem coisas. Que desmontem relógios, que criem seus próprios brinquedos. Que façam sujeira, aprendam a entender e a questionar o mundo à sua maneira.Uma geração futura repleta de fazedores, é uma geração preparada para tocar o mundo melhor do que a gente têm feito.Fonte: https://fazedores.catracalivre.com.br/fazedores/4-motivos-para-incentivar-as-criancas-a-serem-fazedores/?utm_content=buffer20417

The following two tabs change content below.

maecomfilhos

Latest posts by maecomfilhos (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *